Notícias do Vale do Paranhana.

A desaceleração econômica que o país enfrenta não parece ser uma pedra no sapato da Usaflex, fabricante de calçados com sede em Igrejinha.

A Usaflex viu sua receita saltar de R$ 288 milhões, em 2016, para R$ 409 milhões projetados para este ano. O aumento foi impulsionado por um arrojado projeto de franquias e o fortalecimento dos canais de exportação e multimarcas além, do começo das operações do e-commerce, aliado a retomada dos investimentos em publicidade e mídia.

A expectativa da rede é fechar 2019 com um total de 234 lojas em funcionamento e o faturamento de R$ 330 milhões de sell-out (venda com foco no consumidor final), superando os 247 milhões alcançados em 2018, representando um crescimento de 33%. Desde a entrada do Grupo Axxon nas operações da empresa, em dezembro de 2016, rede observou aumento de 41% no volume de vendas.

Para Sergio Bocayuva, CEO da empresa, ter um catálogo com modelos atemporais é um fator importante para a baixa necessidade de liquidação, o que resulta na elevada rentabilidade das operações. Segundo a empresa, as vendas por m² de uma franquia da rede são entre 4 a 8 vezes superiores ao mercado tradicional de multimarcas, isso graças a oferta de ao mix de produtos e experiência não oferecido pelas lojas convencionais.

Sobre o futuro da rede, Bocayuva revela que a Usaflex ainda planeja duplicar o faturamento até 2023, consolidando os novos canais de franquias, exportação e e-commerce com aperfeiçoamento da melhor experiência de compras nas lojas franqueadas.

MERCADO INTERNACIONAL

Além das lojas franqueadas, a Usaflex possui produtos à venda em mais de 7,4 mil pontos em redes multimarcas. No mercado internacional, a marca já está presente em 51 países, sendo que quatro deles já contam com 17 lojas licenciadas da grife. Expandir a presença internacional também é uma das vias do plano de expansão a longo prazo.

— Além do incremento de importância do canal com crescimento superior a 200% no período de três anos, percebemos o incremento da participação relativa de 2% para 8% sobre os canais de vendas da empresa, gerando a oportunidade da abertura de 100 lojas licenciadas em território internacional, principalmente nos mercados Sul-Americano, Europa e EUA — finaliza o CEO.

A expectativa é que a Usaflex feche o ano com um crescimento de 57% em relação ao ano passado.

*Com informações da revista Amanhã