Notícias do Vale do Paranhana.

A Prefeitura de Taquara está desenvolvendo uma rede de ações, promovidas conjuntamente pelas Secretarias de Desenvolvimento Social e Habitação, de Saúde, e de Educação, Cultura e Esportes.

Para esclarecer todas as dúvidas referentes ao Bolsa Família, bem como orientar as pessoas que ainda não fizeram seu cadastro junto ao setor de Assistência Social de Taquara, foi desenvolvida uma cartilha explicativa sobre as condicionalidades do programa, relacionando os compromissos que devem ser assumidos pelas famílias e pelo poder público para que os beneficiários utilizem os serviços de Assistência Social, Educação e Saúde.

De acordo com secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Anildo Araújo, existem compromissos que se não forem cumpridos pelas famílias usuárias do Bolsa Família poderão resultar na suspensão e até cancelamento do benefício.

— Na primeira vez que a família deixa de cumprir esses compromissos, como, por exemplo, matricular as crianças e adolescentes na escola ou levar as crianças para tomarem as vacinas recomendadas, ela recebe um aviso por escrito em seu endereço. Se não atender o que foi solicitado, essa família poderá ter seu benefício bloqueado, suspenso ou cancelado — explicou Araújo.

Inicialmente, foram impressos nove mil exemplares dessa cartilha explicativa sobre o Bolsa Família, que serão distribuídas nas escolas da rede municipal de ensino e também nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Taquara.

PROJETO CRIANÇA FELIZ

Durante a apresentação dessa rede de ações desenvolvida pela Prefeitura, ocorrida no final do mês de junho, também foi oficializado a adesão do município ao “Criança Feliz”, programa do Governo Federal que tem por objetivo oferecer as famílias com crianças entre zero e seis anos as ferramentas necessárias para o desenvolvimento integral de seus filhos.

Participando diretamente de todos os processos de adesão a esse programa, o vice-prefeito Hélio Cardoso Neto relatou os cuidados que a Administração Municipal está mantendo com a capacitação dos visitadores e o controle de quem pode participar do “Criança Feliz”.

— Todos os visitadores, que já atuam no programa Primeira Infância Melhor (PIM), serão capacitados em diversas áreas, como saúde, educação, serviço social, direitos humanos, cultura, entre outros. E só poderão participar do “Criança Feliz” as famílias que estiverem em dia com seus dados no Cadastro Único — observou o vice-prefeito de Taquara.

Na mesma ocasião, também ocorreu a apresentação do “Capacitar para Incluir”, programa realizado através de uma parceria da Prefeitura Municipal de Taquara, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, com a unidade de Taquara do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

CURSOS GRATUITOS

O projeto, idealizado com o objetivo de proporcionar qualificações para a integração ao mercado de trabalho às pessoas cadastradas no Bolsa Família, oferecerá cursos gratuitos para crianças e adultos, a partir dos oito anos de idade, visando até dezembro deste ano contar com a participação de cerca de 600 pessoas.

Presente na solenidade de apresentação dessa rede de ações voltada aos usuários dos programas sociais do município, o prefeito Tito Livio Jaeger Filho comemora o desenvolvimento de mais este projeto que, assim como outros promovidos pela Prefeitura, se preocupa com a melhoria nas condições de vida da população.

— Nossa proposta, ao criarmos essa rede de ações, é mais do que facilitarmos o acesso das famílias em situação de vulnerabilidade aos programas sociais oferecidos pelo município. Pretendemos dar a essas famílias as ferramentas necessárias para o seu desenvolvimento integral, resultando em melhorias na sua qualidade de vida — explicou o prefeito de Taquara.