Notícias do Vale do Paranhana.

A Secretaria de Saúde de Taquara deu início na última segunda-feira (7) à Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. Inicialmente a ação irá imunizar bebês e crianças que ainda não receberam a primeira dose da vacina. Depois, a campanha será estendida para adultos que não imunizados contra a doença.

Até o dia 25 de outubro, a vacina contra o sarampo será disponibilizada para bebês e crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade. O dia D de vacinação deste primeiro grupo ocorrerá no dia 19 de outubro.

De 18 a 30 de novembro, a imunização será direcionada para adultos na faixa etária de 20 a 29 anos, que não estejam com a caderneta de vacinação em dia. A meta, segundo o Ministério da Saúde, é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos.

De acordo com a coordenadora da campanha em Taquara, a enfermeira Fernanda Flores, a Secretaria de Saúde recebeu 1.700 doses da vacina contra o sarampo, que estarão disponíveis nas unidades básicas de saúde (UBS) dos bairros Empresa, Mundo Novo e Santa Teresinha, além da UBS Piazito – posto responsável pelos atendimentos em pediatria e que também possui sala de vacinação.

— Essa campanha foi criada com o objetivo de reforçar a importância sobre a imunização contra o sarampo, doença que nos últimos 90 dias registrou 5.404 casos confirmados no Brasil. Estamos todos mobilizados para atingir a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é de 95% de vacinação em crianças de seis meses a cinco anos de idade — relatou Fernanda.

O que é sarampo? (Fonte: Ministério da Saúde)

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

Os principais sintomas do sarampo são:

– Febre acompanhada de tosse
– Irritação nos olhos
– Nariz escorrendo ou entupido
– Mal-estar intenso

Em torno de 3 a 5 dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.