Notícias do Vale do Paranhana.

O governo do Rio Grande do Sul classificou 12 regiões como risco alto para Covid-19, no mapa preliminar da 13ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado. Nesta sexta-feira, cinco áreas registraram pioras nos indicadores e passaram para a bandeira vermelha: Santo Ângelo, Santa Rosa, Pelotas, Bagé e Lajeado.

As novas regiões em bandeira vermelha se somam às de Taquara, Caxias do Sul, Canoas, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Palmeiras das Missões, Passo Fundo e Novo Hamburgo, que não apresentaram melhora na avaliação estadual e seguem com risco alto para Covid-19.

O presidente da Associação dos Municípios do Vale do Paranhana (Ampara) e prefeito de Igrejinha, Joel Wilhelm, a permanência na bandeira vermelha não foi uma surpresa para a região liderada por Taquara.

— Faremos a análise dos números e a gente discute, se por acaso, há algum número que possa contestar. Se não tiver subsídios, não — complementa, ao adiantar que neste sábado (1º) ocorrerá reunião, em São Francisco de Paula, com os demais integrantes do grupo intermunicipal.

Lajeado, que estava há 11 semanas na bandeira laranja, foi a região que registrou a piora mais acentuada. Com aumento nos casos de hospitalização por Covid-19 e da ocupação das UTIs, completa a lista da classificação de alto risco.

A única região que apresentou melhora nesta rodada foi Capão da Canoa, que saiu da bandeira vermelha e passou para a bandeira laranja, juntando-se à Cachoeira do Sul, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Uruguaiana, Santa Maria e Santa Cruz do Sul. O estado segue sem nenhuma localidade na bandeira amarela, de risco baixo para Covid-19.

A nova classificação afetará 340 municípios e impactará na vida de 8.749.268 habitantes, que correspondem a 77,2% da população estadual. Contudo, 170 cidades não tiveram nem óbitos nem hospitalizações e, pela regra do modelo, poderão adotar restrições da bandeira laranja.

A partir de agora, prefeituras e associações têm até a manhã de domingo para enviar contestações. O mapa definitivo da 13ª rodada do Distanciamento Controlado será divulgado na segunda-feira e passa a valer na terça, com vigência de uma semana.

Número de óbitos cresceu 167% no período

Segundo dados divulgados pela SES, o número de óbitos cresceu 167% em relação ao período de 2 a 31 de julho. Ao longo desta semana, o Rio Grande do Sul bateu recorde de novos óbitos diários da Covid-19 por três dias seguidos, terça, quarta e quinta-feira.

Em leitos adultos livres, o número reduziu 7,8% e o registro de novas hospitalizações cresceu 50% neste mês.