Notícias do Vale do Paranhana.

O 5º vereador mais votado do NOVO em Porto Alegre, Felipe Camozzato, apresentou as medidas que influenciaram na diminuição total de gastos do seu mandato no legislativo municipal nesta terça-feira (13) em reunião-jantar na Sociedade 5 de Maio, em Taquara. Cerca de 100 pessoas estiveram presentes no evento.

Na ocasião, Camozzato destacou a redução de pessoal no seu gabinete e rotinas inovadoras que fizeram do parlamentar o vereador mais econômico da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. O político também falou sobre a sua atuação como líder da Comissão Especial de Revisão Legislativa, que analisou 12.480 leis municipais de Porto Alegre e propôs revogação, alteração ou consolidação de 800 dessas, com o foco de desburocratizar a vida do cidadão e empreendedor porto-alegrense.

O deputado estadual Fábio Ostermann apresentou os resultados de sua atuação no primeiro semestre de mandato, comemorando mais de R$ 1 milhão de reais de verbas economizados pela bancada do NOVO.

Ostermann também enfatizou seu compromisso de fiscalizar o Poder Executivo estadual, assim como defender a liberdade e respeitar o dinheiro do pagador de impostos. De acordo com o político, o primeiro semestre deste ano reforçou a forma como o partido está comprometido em manter-se coerente com seus princípios e valores, colocando-os efetivamente em prática.

Ostermann comentou sobre as eleições municipais na cidade em 2020.

— Taquara tem um ótimo grupo de filiados formado predominantemente por pessoas de fora da política e com chances reais de apresentar candidaturas muito competitivas na eleição de 2020 — analisou o parlamentar.

De acordo com as lideranças do diretório do partido em Taquara, a vinda dos dois mandatários faz parte de um conjunto de ações para divulgar uma nova forma de atuação política e aproximá-la da comunidade taquarense.

O grupo de filiados local está buscando uma vaga com outras 12 cidades que disputam a candidatura do NOVO em 2020 no Rio Grande do Sul e, destes, é o único município abaixo de 100 mil habitantes. Os próximos desafios do grupo de filiados são o de viabilizar um nome para a candidatura a prefeitura da cidade e captar recursos para estruturar um diretório municipal, já que o partido tem como uma de suas premissas não usar verbas públicas.