Notícias do Vale do Paranhana.

O Carnaval, a festa mais popular do Brasil, já teve sua época dourada em Taquara. A cidade é a única do Vale do Paranhana que viveu festas grandiosas, que atraiam visitantes das mais variadas origens para brincar a data. Os salões do Clube Comercial, da Sociedade 5 de Maio, o lendário Salão Flor do Sul, mais conhecido como Salão da Dona Palmira, e os belos desfiles de rua ainda permeiam a memória de quem brincou a data na cidade.

Para que histórias dos áureos tempos carnavalescos em Taquara não sejam apenas boas lembranças de quem as viveu, um grupo de trabalho, com historiadores, carnavalescos, pesquisadores trabalha no projeto Origens do Carnaval de Taquara. Através de entrevistas, rodadas de conversa com população e personalidades, e pesquisas históricas, os últimos oitenta anos do carnaval taquarense serão resgatados e reunidos em forma de artigo.

O resultado da pesquisa e acervo serão organizados e apresentados através uma exposição fotográfica e em 15 palestras itinerantes que serão promovidas em escolas e asilos durante o ano de 2020.

A execução do projeto vai além de recuperar a história local e a importância dos eventos carnavalescos para seu desenvolvimento social e econômico. O Origens do Carnaval de Taquara quer valorizar as manifestações populares que colocam em evidência os mais variados segmentos da sociedade, e, com os dados coletados, entender: “como uma festa folclórica realizada na comunidade, com apoteose durante tantas décadas, está hoje quase extinta?”.

Para acompanhar as ações, participar das rodadas de conversa e contribuir com a pesquisa, é possível acessar as pages no Facebook e no Instagram.

O Projeto Origens do Carnaval de Taquara acontece através do Edital Folclore/2018 do FAC – Pró-Cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

INTEGRANTES DO PROJETO

José Luís Lopes da Silva – o Zé Lopes: carnavalesco há mais de 30 anos, proponente do projeto e presidente da Escola de Samba Mocidade Independente Jardim do Prado
Cristiano Oliveira: carnavalesco há mais de 25 anos, colaborador do projeto
Coletivo Pró-cidadania: grupo de coordenação
Assesso Contabilidade: trabalho voluntário no projeto
Curso de História da Faccat: apoio na pesquisa
Jéssica Ramos: jornalista e pesquisadora no projeto
Edianie Eliomara Azevedo Bardoni: pesquisadora (e neta de Dona Palmira)
Tai Creative: identidade visual e apoio
Melissa Hugentobler: assessoria de imprensa