Notícias do Vale do Paranhana.

A 10ª rodada do Distanciamento Controlado mantém as regiões de Novo Hamburgo, Canoas e Capão da Canoa na bandeira vermelha. Já as regiões de Taquara e Serra, que haviam conseguido subir para a laranja após recorrer da decisão na última rodada, também migram para a vermelha.

O prefeito de Taquara, Tito Livio Jaeger Filho, declarou que o aumento de casos positivos, internações hospitalares e, principalmente, óbitos na última semana na região, já sinalizavam a piora no quadro.

— Nossa preocupação e atuação segue nos mesmos princípios, ou seja, cuidar da saúde da nossa gente e não ter que paralisar totalmente nossa cidade. A ideia inicial é apresentar um novo recurso ao Estado, mas primeiro precisamos avaliar se há argumentos sustentáveis. Por ora, o que posso adiantar, é que já estamos agendados com os demais colegas prefeitos para amanhã cedo tratarmos em conjunto qual será a postura que iremos assumir — avalia.

As regiões de Porto Alegre, Palmeiras das Missões, Pelotas, Santo Ângelo, Cruz Alta, Santa Rosa, Erechim, Passo Fundo, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul completam o mapa rubro. Todas essas áreas são classificadas como alto risco de disseminação do novo vírus.

As regiões de Santa Maria, Ijuí, Uruguaiana, Bagé e Lajeado são as cinco regiões que permaneceram na bandeira laranja. Embora nenhuma região do Estado tenha sido classificada com risco altíssimo (bandeira preta), tampouco houve classificação de risco baixo (bandeira amarela). Nesta rodada, inclusive, nenhuma região apresentou melhora nos índices.

As bandeiras definitivas serão divulgadas na segunda-feira (13).

RECURSOS

O mapa preliminar da 10ª rodada foi divulgado pelo governo no fim da tarde desta sexta-feira (10). A parti de agora, as prefeituras têm prazo de 36 horas para apresentarem recursos sobre as classificações.

Na segunda-feira (13), o Gabinete de Crise analisará os dados enviados e rodará o mapa novamente e, à tarde, divulgará as bandeiras definitivas, que serão vigentes de 14 a 20 de julho.