Notícias do Vale do Paranhana.

A região de Taquara, que retornou ao nível médio no mapa preliminar da 19ª rodada do distanciamento controlado, na sexta-feira (11), deve seguir os protocolos da bandeira laranja, e não os da cogestão. A informação foi confirmada pelo prefeito de Igrejinha e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Paranhana (Ampara) neste domingo.

Apesar de a região de Taquara ter apresentado piora em alguns indicadores, o governo do Estado a manteve em bandeira laranja, já que obteve deferimento do pedido de reconsideração na semana anterior pelo Gabinete de Crise. Já as regiões de Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Canoas obtiveram redução da sua média ponderada final, sendo compatível com a bandeira final laranja.

O mapa preliminar da 19ª rodada do distanciamento controlado recebeu oito pedidos de reconsideração por parte de municípios e de associações regionais. Todas as solicitações são de regiões preliminarmente em vermelho, que pedem a permanência em bandeira laranja. O número de pedidos de reconsideração diminuiu desde que o sistema de cogestão, no qual as regiões podem adotar protocolos próprios, foi implementado.

As sete regiões preliminarmente classificadas com risco alto para o contágio por coronavírus são Porto Alegre, Erechim, Palmeira das Missões, Santa Maria, Guaíba, Passo Fundo e Caxias do Sul. O mapa definitivo da semana será divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde desta segunda-feira.