Notícias do Vale do Paranhana.

Considerada uma ótima opção de alimento para o gado bovino, a silagem de milho (foto) vem cada vez mais ganhando espaço na produção rural de Três Coroas. Em tempos de seca, ou de extremo frio em que a pastagem fica prejudicada pela geada, este tipo de nutrição animal tem se tornado uma boa alternativa.

A silagem é feita com os pés de milho inteiros e úmidos, que são triturados com as espigas juntos. Depois ela é envolta em camadas de lona e enterrada em uma vala, onde fica fermentando por um período, até ficar pronta para o consumo animal.

Para se tornar viável, a Prefeitura Municipal tem dado todo o suporte aos pequenos agricultores para a preparação do produto. Uma apatrulha da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente (SMAMA) vai até as propriedades, e com uma máquina faz a colheita e a trituração da matéria prima. As valas em que são armazenadas a silagem são cavadas pela prefeitura.

— Depois de um mês meses a silagem já pode ser consumida. Ela também pode ficar guardada no silo por até 24 meses — disse a titular da SMAMA, Eliane Santos.

Segundo ela, em 2020 o município ajudou a produzir 793 toneladas de silagem, em 36 propriedades. De acordo com a secretária, a aquisição de uma nova máquina ensiladeira no final do ano passado ajudou muito para que se chegasse a esse resultado.

Para solicitar o serviço, os agricultores devem procurar a SMAMA (Rua da Indústria, nº 39, Centro). O telefone de lá é (51) 3546-3390.