Notícias do Vale do Paranhana.

O deputado estadual Dalciso Oliveira (PSB) protocolou projeto de lei – PL 338/2019, que institui a cidade de Igrejinha como a capital estadual do Voluntariado, declarando, ainda, o voluntariado de Igrejinha como bem de relevante interesse cultural do Estado do Rio Grande do Sul.

— É um reconhecimento simbólico que agrega valor e dá visibilidade a este importante trabalho, que pode servir de exemplo para outras regiões. Esta tradição cultural e comunitária, que tanto orgulha nossa cidade, pode servir como inspiração para que outras comunidades, municípios e estados atuem da mesma forma — destaca o parlamentar.

Na justificativa, Dalciso explica que desde o ano de 1988 a cidade de Igrejinha promove a sua Oktoberfest, tradicional evento que durante todas as suas edições reuniu mais de 4 milhões de pessoas.

Para o político, o principal diferencial do evento é o seu caráter solidário, pois, além de manter viva a cultura e as tradições germânicas, a comunidade toda se beneficia com os frutos da festa, já que quase a totalidade do lucro obtido com o evento é distribuído entre várias entidades, não só do município, mas de toda a região. Hospital, escolas, Apaes, forças policiais e Bombeiros são algumas das entidades beneficiadas.

Parlamentar destaca o espírito do voluntariado

— Esta festa é produzida por mais de três mil voluntários. Portanto, a cidade de Igrejinha tem propriedade pra falar do seu voluntariado. Precisamos mostrar, não apenas para o Rio Grande do Sul, mas para todo o Brasil, a importância de associar o espírito do voluntariado e seu caráter social com as manifestações culturais tradicionais em sua cidade, no seu estado — explicou Dalciso ao destacar que o trabalho dos voluntários se dá desde a organização e ao longo de todo ano, até a participação nas mais diferentes atividades durante o evento.

O parlamentar ressalta, ainda, que ao final do evento, de forma absolutamente transparente, a Associação de Amigos da Oktoberfest de Igrejinha (Amifest), entidade responsável pela organização e condutora de todo o evento, distribui os recursos originados e derivados da festa para as entidades contribuindo com mais saúde, mais educação e mais segurança.

— Para se ter uma ideia, o repasse total as entidades da cidade e região somam uma considerável quantia de R$ 15,3 mil. Resultados assim, sem sombra de dúvida, só puderam ser alcançados pelo envolvimento de toda a comunidade e pela força de trabalho e empenho dos voluntários que são o coração e a mola propulsora de todo o evento — esclarece.