Notícias do Vale do Paranhana.

Uma escola em Parobé criou uma ação para solucionar conflitos entre os alunos de duas turmas do 7º ano do Ensino Fundamental que foram unificadas com o peculiar nome de “Chá de Semancol”. O projeto da Escola Professora Noemy Fay dos Santos acontece por meio da disciplina de Ensino Religioso, ministrada pela professora Sonia Maria de Paula Pires.

De acordo com Sonia, os próprios alunos fizeram as regras e elencaram os objetivos.

— Contei a eles que em anos passados, numa situação parecida, o mesmo projeto havia acontecido e que ajudou muito a turma daquela época. Providenciaram uma cabana em tamanho real, na sala de aula. Encomendaram crachás individuais para uso em aula — afirmou ela em um comunicado divulgado pela unidade municipal nesta quarta-feira.

A professora Sonia (foto abaixo) ressaltou ainda que ter notado seus alunos mais unidos e confiantes, trazendo relatos de suas mudanças em relação aos pais, colegas e professores.

Segundo a prefeitura de Parobé, as famílias dos estudantes também estiveram envolvidas no “Chá de Semancol”, por meio do qual eles entram em uma cabana feita na sala de aula para cada um poder desabafar seus problemas em bilhetes (foto abaixo) que a serem lidos em grupo.

Apenas mensagens autorizadas pelo autor são lidas em voz alta e discutidas abertamente em classe. Também participaram do projeto alguns psicólogos convidados para participarem de um desses momentos de conversa.