Notícias do Vale do Paranhana.

A Polícia Civil pretende concluir na próxima semana o inquérito sobre a tentativa de feminicídio contra uma mulher de 60 anos ocorrida na madrugada de quinta-feira (22), em Taquara.

De acordo com a delegada Rosane de Oliveira, ao menos 10 pessoas foram ouvidas, entre elas, filhos, familiares e amigos da vítima. O ex-marido da vítima, que tem 61 anos, foi preso em flagrante e teve a prisão temporária decretada. Ouvido pelos investigadores, ele negou o crime.

O caso aconteceu em um trecho da RS- 020. Conforme a polícia, o homem teria simulado um problema mecânico no veículo em que estava com a ex-companheira para depois desferir vários tiros contra ela e ainda tentar asfixiar a vítima. A mulher contou ter se fingido de morta para evitar ser assassinada. Ela está internada na UTI de um hospital de Canoas. O quadro de saúde é considerado estável.

A polícia aguarda laudos da perícia e vai colher o depoimento da mulher, no próprio hospital. O ex-marido dela será indiciado por tentativa de feminicídio. A delegada afirmou que o motivo do crime ainda está sendo apurado.

*Com informações de GaúchaZH