Notícias do Vale do Paranhana.

A prefeitura de Parobé, por meio da Secretaria de Assistência Social, vem realizando desde o ano passado o combate a fraudes no programa Bolsa Família. A ação consiste na visita de agentes da repartição nas residências dos beneficiários, providenciando a atualização do cadastro.

Aqueles que não forem encontrados em suas casas, após receberem três visitas, têm o beneficio suspenso, sendo apenas reativado presencialmente, junto à Secretaria de Assistência Social. Com o trabalho, de cada 11 famílias cadastradas, apenas três mantiveram seu cadastro ativo.

Segundo o secretário Adriano Azevedo, o município possui cerca de dois mil beneficiários do programa federal, o que movimenta mais de R$ 400 mil por mês na economia.

Por atender pessoas que precisam de complementação de renda, Azevedo defende a importância do programa.

— Mas são necessários instrumentos de combate para quem recebe o beneficio e não necessita, que, na maioria das vezes, nem vão atrás da pasta para reclamar o corte do pagamento — relata.

A fiscalização deverá ter continuidade nos próximos dias em todos os bairros do município.

O BENEFÍCIO

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda do Governo Federal para auxiliar as famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o benefício atende mais de 13 milhões de famílias em todo o Brasil. A quantia a ser recebida por cada família é feita de acordo com a renda da mesma.