Notícias do Vale do Paranhana.

O prefeito de Três Coroas Orlando Teixeira, e seu vice, Eraldo Araújo, integraram a comitiva do Movimento Pró-Calçados RS – formado por representantes de sindicatos e associações empresariais da cadeia produtiva coureiro-calçadista – que se reuniu na última semana com a secretária Estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Suzana Kakuta.

O grupo está pleiteando junto ao governo gaúcho a equiparação percentual do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) interestadual, ao aplicado às indústrias de Santa Catarina.

Para isso o setor está promovendo o manifesto #ICMSIGUALPARA TODOS. Entre as iniciativas, está a promoção de encontros com candidatos ao governo do estado, para presentar as demandas.

O Rio Grande do Sul é um dos principais polos calçadistas do Brasil. Mas o peso da carga tributária tem contribuído para que o estado perdesse uma substancial fatia que tinha na produção nacional de calçados e também para o deslocamento da produção local para outros estados. Associada a crise financeira que enfrenta o país, a alta tributação também está levando muitas indústrias do setor a fecharem as suas portas.

Em 2007 havia 3.166 empresas calçadistas no estado. Esse número caiu para 2.461 em 2017. Já o número de empregos foi reduzido de 108.200 para 92.600 nesse período.

Conforme o documento elaborado pelo movimento e que foi entregue à secretária Suzana Kakuta, a desoneração tributária pretendida terá um impacto de 9% no preço de venda da indústria local.

Isso tornaria o produto gaúcho mais competitivo, permitindo a manutenção das indústrias instaladas em solo gaúcho, fomentando o investimento local, estimulando a criação de novos empregos, contribuindo para a ascensão da economia como um todo.