Notícias do Vale do Paranhana.

Criado para unir forças e ajudar as famílias de pessoas com deficiências que precisam do Benefício de Prestação Continuada (BPC), o Movimento “Eu Empurro essa Causa” terá grande mobilização no próximo sábado (16), a partir das 9h, na Rua Coberta da Praça Primeiro de Maio.

Idealizado nas redes sociais por mães com filhos, que possuem alguma deficiência ganha repercussão e apoio nacional de diversos municípios, foi criado um abaixo assinado neste site com o título: “Mudança do Benefício Loas”. As listas também podem ser encontradas presencialmente na Secretaria de Assistência Social e nas Unidades Básicas de Saúde do município (UBS).

Pessoas com deficiência que necessitam de cuidados especiais e tem um custo extremamente elevado, na qual muitas famílias não têm condições de arcar com os gastos.

O BPC é destinado à pessoas com deficiência e idosos, sendo que o critério de avaliação para o beneficio é de um quarto de salário mínimo por integrante da família. Em todo o território nacional o movimento “Eu Empurro essa Causa” pede para que este seja aplicado para rendas com até três salários mínimos.

AS CAUSAS DO MOVIMENTO

1 – Beneficiar todo deficiente independente do grau, e modificar o valor de renda exigida de um quarto do salário mínimo por pessoas para três salários mínimos por família, e se comprovados gastos maiores que valor exigido, a pessoa também seja beneficiada
2 – Análise especial para o caso de doenças raras onde a renda ultrapasse três salários mínimos devido a gastos extras
3 – Em casos de mais de um deficiente no mesmo núcleo familiar, analisar a concessão de um segundo beneficio ou valor de renda complementar proporcional para o custeio de gastos que o estado tem o dever de tutelá-la, como tratamentos medicamentos e equipamentos