Notícias do Vale do Paranhana.

A polícia prendeu nesta sexta-feira (22) três criminosos por roubo e tentativa de homicídio a um motorista de aplicativo em Rolante. Apesar do carro da vítima ter sido levado, a polícia não descarta a intenção de execução, que teria relação ao tráfico de drogas.

O motorista de aplicativo realizou durante a madrugada uma corrida para quatro pessoas até Rolante e, ao chegar no local combinado, dois homens estavam esperando os passageiros. Eles renderam o motorista e o colocaram no porta-malas do próprio veículo. Além disso, efetuaram um tiro em direção ao local onde a vítima estava, acertando uma das mãos do motorista e o pescoço.

Ele foi abandonado em via pública e posteriormente, após contato de moradores, foi socorrido por bombeiros. Além disso, para não prejudicar investigação, a polícia não informou o local de onde a corrida partiu. Enquanto a vítima foi encaminhada pelo Samu para atendimento médico em hospital da região, a Brigada Militar foi acionada e descobriu que o veículo roubado estava em deslocamento para Taquara.

Quando os PMs conseguiram chegar no local onde estava o Voyage, ano 2015, descobriram que o carro do motorista de aplicativo havia sido abandonado. Nas imediações, localizaram três pessoas em atitude suspeita. Após verificação, a Brigada Militar confirmou que eles haviam participado do roubo do veículo e da tentativa de assassinato.

A INVESTIGAÇÃO

O caso será investigado pela Polícia Civil, que não descarta roubo seguido de tentativa de morte da vítima. No entanto, outra hipótese é de que os criminosos planejavam a execução do motorista por algum motivo ainda não apurado. Ele tem antecedentes criminais por tráfico, ameaça, furto e quatro vezes por lesão corporal. Por questões de segurança, o nome da vítima e o local onde está em atendimento não serão divulgados.

Um inquérito foi instaurado para apurar a motivação do crime. A polícia não divulgou os nomes dos presos, mas revelou que dois deles têm diversos antecedentes criminais. Um dos homens era foragido da Justiça e já respondeu duas vezes por furto, lesão corporal, três vezes por ameaça e ainda por estupro. Outro homem tem passagem na polícia por tráfico de drogas. Já uma mulher que estava com eles não tem antecedentes criminais.

Com o trio preso, foram apreendidos uma máscara e três facas. Segundo as primeiras informações apuradas pela investigação, há indícios de que eles estavam combinando o sequestro e a execução do motorista de aplicativo.