Notícias do Vale do Paranhana.

De sexta a domingo, programação acontece virtualmente com transmissão via internet direto de Gramado, na Caza Wilfrido.

Um dos principais festivais de música da América Latina acontece neste fim de semana em uma versão adaptada. O Mississippi Delta Blues Festival, evento que já tem 12 anos de história no cenário musical do blues, realiza nesta sexta, sábado e domingo sua primeira edição on-line com transmissão direto de Gramado.

Serão mais de 30 horas de música, 24 shows shows elétricos, inúmeros shows “solo” acústicos intitulados “Crossroads Time”, em gravações envolvendo sete países: Brasil, Austrália, França, Estados Unidos, Argentina, Holanda, Inglaterra.

“Somos acostumados ao contato humano através de abraços somados a riffs e jams, porém dessa vez estamos trazendo uma experiência de 12 anos de festivais presenciais para um exclusivo festival on-line. O MDBF não é uma live, é um evento híbrido com apresentadores e intervenções ao vivo entre gravações produzidas especialmente para esse festival virtual ao redor do mundo. Dessa vez nos aproximamos de cinemakers, equipe de sonoplastia digital e diretores de cinema para a realização desse inédito festival”, conta Fabian da Costa, diretor de comunicação do evento.

O set de transmissão será a fascinante Caza Wilfrido, em Gramado.

“Como nós temos prevista a edição de 2021 presencial em Gramado, a ideia é que a gente possa esquentar os motores e começar um trabalho esse ano com vistas ao ano que vem. Vamos mesclar alguns shows que foram gravados em algumas partes do mundo com algumas apresentações ao vivo que vão acontecer na Caza Wilfrido, que será nossa casa presencial em 2021”, explica Enzo Arns, sócio do MDBF On-line.

Cenários especiais e atrações de renome

Não são apenas os artistas confirmados no line-up do MDBF On-line que fazem do festival um dos mais reconhecidos no meio da música. Este ano, com a adaptação para a versão on-line, as locações de gravações das sessions também chamam a atenção e reforçam o cuidado curatorial do evento. Alguns lugares emblemáticos e outros cenários paradisíacos foram os “estúdios” de gravação do shows. É o caso do Ground Zero Blues Club, um dos mais badalados e respeitados espaços de preservação e culto à cultura do blues nos Estados Unidos, que tem como sócio o ator Morgan Freeman. Outro exemplo é a estação de esqui de Méribel, na França, que proporcionou uma combinação de paisagem e música imperdível.

Nos microfones e instrumentos, nomes como John e Chris Jagger, sobrinho e irmão do astro Mick Jagger; Taryn, considerada a maior intérprete feminina de Jazz & Blues no Brasil; Anthony “Big A” Sherrod, diretamente do Delta do Mississippi, berço do Blues, além de outros grandes nomes do blues, rock e soul music internacionais, do Brasil e talentos locais.

Domingo será o dia dos workshops

Realizados desde a primeira edição do Mississippi Delta Blues Festival, em 2008, os workshops gratuitos com músicos do line up se consolidaram como uma das principais atrações do evento.

“Os workshops são uma forma de levar ao público em geral informação e conhecimento sobre várias áreas da música e do blues em si. As oficinas contemplam desde o admirador do estilo, mesmo que não toque ou cante, até o instrumentista mais experiente. É uma oportunidade única de saber mais sobre a cultura blues”, convida Ricardo Biga, da escola de música Teclas & Cordas, responsável anualmente pelos workshops.

Ele destaca que neste ano, pelo fato de serem on-line, as oficinas serão mais personalizadas.

“O conteúdo será absorvido dentro do conforto da casa ou escritório de cada espectador, que poderá estar com seu instrumento em punho e focado na oficina. Diferente do festival presencial, que devido à quantidade de atrações, costuma deter menos a atenção de quem assiste”, comenta.

Os workshops do MDBF On-line acontecem no domingo das 17h às 22h com transmissão pelo mesmo canal dos gigs e duração de 30 minutos cada. Toda a programação será transmitida gratuitamente pelo site www.mdbf.com.br (confira abaixo a programação diária completa).

PROGRAMAÇÃO

20 novembro, sexta-feira, das 18h às 3h
21 novembro, sábado, das 15h às 3h
22 de novembro, domingo, das 17h às 22h
Transmissão gratuita pelo site www.mdbf.com.br

Line Up

Sexta-feira, 20 de novembro

Cinnamon Jazz (Canela/RS)
Carta Blanca Blues Band (Caxias/RS)
Fabrício Beck & Bando Alabama (POA/RS)
Lucious Spiller Band (Clarksdale/MS)
Laranjeletric (Rio/RJ)
The Headcutters (Itajaí/SC)
Tweed Smith & Cris Crochemore feat. Shawn Allen (Houston/TX)
The Juke Joint Band (Caxias/RS)
Bex Marshall (London/UK) feat. Ivan Singh (Cordoba/ARG)
Clube do Blues RJ hosted by Morris Slim feat. Sergio Rocha (Rio/RJ)

Sábado, 21 de novembro

It’s So Blues (Caxias/RS)
Fher Costa, Albert Jones, Maxim La Lau & Sam Langley (Méribel/FRA)
Instrumental Best Dreams (Canela/RS)
Keith Johnson (Greenville/MS)
The Cotton Pickers (Caxias/RS)
Ale Ravanello Blues Combo (POA/RS)
Chris & John Jagger (Glastonbury/UK)
Taryn (Rio/RJ)
Hard Blues Trio (POA/RS) & Gonzalo Araya (Santiago/CHL)
Keeshea Pratt & Cris Crochemore feat. Shawn Allen (Houston/TX)
Casquilho & D’Kings (Rio/RJ)
Anthony “Big A” Sherrod (Clarksdale/MS)
Decio Caetano Blues Band (Curitiba/PR)
Clube do Blues da Serra Gaúcha hosted by Big Pete (Caxias/RS)

Domingo, 22 de novembro (workshops)

Cris Crochemore (violão e guitarra)
Gonzalo Araya (gaita)
Mari Kerber e Ale Ravanello (piano e gaita)
Decio Caetano (guitarra)
Dani Ela (baixo)
Fabrício Beck (voz e violão)
FherCosta (voz)
Alamo Leal (violão e guitarra)
Taryn (voz)
Maurício Sahady (guitarra)