Notícias do Vale do Paranhana.

Durante visita à serra gaúcha na última quinta-feira (11), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, anunciou oficialmente a concessão das Florestas Nacionais de Canela e São Francisco de Paula e dos parques nacionais Aparados da Serra e Serra Geral, de Cambará do Sul.

O anúncio foi feito em encontro do ministro com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e líderes políticos, em Cambará do Sul.

— Tomamos uma decisão de governo para que o setor privado desenvolva o que já deveria ter ido desenvolvido há muito tempo no Brasil, o ecoturismo — disse Salles, que passou por Canela, São Francisco e Cambará durante a quinta-feira. Na sexta-feira (12), ele visitou o parque Aparados da Serra.

Conforme o ministro, o setor privado será consultado para a elaboração do modelo de concessões.

— Nada será permitido que coloque em risco a preservação do meio ambiente. Não pode, por outro lado, ser motivo para não se permitir nada nos parques — disse Salles.

As concessões haviam sido anunciadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em mensagens em uma rede social, na semana passada.

Segundo Salles, há uma expectativa de que operadoras internacionais se interessem pela concessão das áreas e que o plano implementado sirva de exemplo para todos o país. A meta do governo é ampliar o modelo a 20 parques de todo o Brasil até o fim do ano.

A expectativa é que o número de turistas passe de 250 mil a 1 milhão por ano só no Aparados da Serra. O governador Eduardo Leite informa que apoia a decisão e disse que a melhoria na infraestrutura dos parques possibilita mais investimentos na região.

A Floresta Nacional de Canela tem 405 hectares de área (Foto: ICMBio/divulgação)

PRESENÇAS

As lideranças que participaram da atividade em Canela, além do ministro, foram o senador Luiz Carlos Heinze (Progressistas), os deputados federais Lucas Redecker (PSDB), Ronaldo Santini (PTB), Jeronimo Georgen (Progressistas), Pedro Westphalen (Progressistas), Marcel Van Hattem (NOVO), Alceu Moreira (MDB), a secretária do Meio Ambiente, Ana Pellini, o secretário da Casa Civil, Giácomo Romeis Trento, o presidente do ICMBio, Adalberto Eberhard, o presidente do Ibama, Eduardo Fortunato Bim, os ex-prefeitos de Gramado, Nestor Tissot e Pedro Bertolucci, o prefeito em exercício de Canela, Gilberto Cezar, o secretário de Turismo, Ângelo Sanches, o ex-secretário de Meio Ambiente de Gramado, Márcio Coracini, entre outras lideranças políticas e empresariais de Gramado e Canela.