Notícias do Vale do Paranhana.

Implementando novas formas de gerar economia aos cofres públicos, a Administração Municipal de Taquara tem investido em ferramentas e profissionais da área da mecânica, o que resultou, nos últimos dois anos, numa economia de quase meio milhão de reais no conserto de suas máquinas, veículos e equipamentos.

Com a contratação de profissionais capacitados em áreas como elétrica de veículos, chapeação e pintura, e reformas em geral, serviços que antes eram feitos somente em oficinas terceirizadas agora são realizados também dentro da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos.

Nos últimos dois anos, foram adquiridas ferramentas e equipamentos como carregador de bateria, aparelho de solda, medidor de pressão de bomba de óleo para verificação do sistema de lubrificação, entre outras, além da contratação de mecânicos e auxiliares de mecânica.

Serviços que antes eram realizados apenas por meio de licitação, como reforma de motores dos caminhões e máquinas do município, lubrificação e manutenção da suspensão de máquinas pesadas, ou ajustes na instalação elétrica e manutenção mecânica de todos os veículos da frota municipal, agora também são realizados dentro do pátio da Secretaria de Obras.

Segundo o prefeito Tito Livio Jaeger Filho, os serviços são realizados nos veículos que circulam pela região urbana de Taquara, nas máquinas e equipamentos que são deslocados para as secretarias distritais e até nas ambulâncias da Secretaria Municipal de Saúde e da base taquarense do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

“Além da economia que tem gerado no orçamento do município, a contratação desses profissionais da mecânica também tem nos possibilitado voltar a utilizar os veículos e equipamentos que precisam de reparos em um tempo bem menor do que antes, quando eles somente eram enviados para as oficinas mecânicas terceirizadas”, comemora o prefeito de Taquara.

Para promover ainda mais economia aos cofres públicos, a Secretaria de Obras tem reconstruído alguns para-choques de metal de seus caminhões com material reciclado, extraído de placas de sinalização que foram substituídas nas ruas do município.

Foto: Eduardo Vaz