Notícias do Vale do Paranhana.

Com base nas imagens de câmeras de vigilância, o delegado da DP de Taquara, Ivair Matos Santos, reforça a hipótese de que um latrocínio (roubo com morte) no sequestro relâmpago vitimou a dona de casa Margarete de Campos Oliveira, de 49 anos, no último domingo (5).

Ele ainda descarta a suspeita de que o casal tenha sido seguido, já que o conteúdo em vídeo analisado pela Polícia Civil mostra que os dois criminosos responsáveis por sequestrar Margarete e o companheiro Sergio Oliveira aguardavam as vítimas em um terreno ao lado da residência.

Santos ainda explica que a dupla armada teria mantido o casal como refém dentro de casa e em seguida colocaram as vítimas no carro da família, um Toyota Corolla, e fugiram.