Notícias do Vale do Paranhana.

Em meio à crise financeira gerada pela propagação do novo coronavírus, muitas empresas tiveram que fechar as portas por verem o faturamento despencar.

Com medo deste efeito sobre o comércio local, a Secretaria de Administração e Desenvolvimento Econômico de Igrejinha encaminhou na sexta-feira (15) à Câmara de Vereadores um projeto para a criação do Programa de Apoio Emergencial às Micro Empresas do Setor de Comércio e Serviços do Município.

O programa consiste no pagamento pelo município de uma parte do aluguel do estabelecimento por até três meses, para auxiliar durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

O benefício é destinado aos comerciantes e prestadores de serviços formais, enquadrados como microempresários ou microempreendedores que possuam faturamento anual de até R$ 360 mil anual e empreguem, no mínimo, um funcionário no regime CLT. Também será exigido que os funcionários sejam todos residentes em Igrejinha.

De acordo com o Secretário Leandro Horlle, o município está destinando R$ 200 mil para o programa, podendo o auxílio ser de até 40% do valor da locação pago pelo beneficiário, limitado ao total de R$ 2 mil por empresa.

A proposta terá que passar pela análise e aprovação da Câmara de Vereadores.