Notícias do Vale do Paranhana.

Promover a mudança no comportamento alimentar, a redução de doenças ligadas à obesidade e a má ingestão de alimentos através da alimentação saudável é um dos objetivos do Grupo de Reeducação Alimentar proposto pela Secretaria Municipal de Saúde à comunidade taquarense. O grupo, que já havia sido realizado na secretaria, reiniciou em novo formato, com atendimento do primeiro grupo iniciado no dia 7 de maio, com a coordenação da nutricionista Lilian Córdova Alves. 

Há aproximadamente cinco anos, a secretaria conta com grupos de Reeducação Alimentar, antes ministrados pela nutricionista Fabíola Frezza Andriola, com ciclos mensais e bimestrais. Nesta nova etapa, os grupos ocorrem todas as segundas-feiras, das 9h às 10h30min.  

Grupos no interior também começam a se constituir. Na Unidade Básica de Saúde de Santa Cruz da Concórdia, os encontros iniciaram no dia 14, nas terças-feiras pela manhã, já na UBS Rio da Ilha inicia um grupo no dia 14 de junho, também pela manhã. 

Segundo a nutricionista responsável, Lilian Alves, cada grupo será destinado a até 12 pessoas e terá a duração de dois meses, ou seja, serão oito encontros  

Para a nutricionista, o poder do grupo é justamente o grupo.  

 Conhecemos o ditado, a união faz a força. Cada pessoa vai encontrar apoio mútuo e se dar força uma a outra para atingir os objetivos mais facilmente. Cada um tem o seu propósito individual, mas dentro do coletivo a proposta de perda de peso está presente em todos. A ideia é estimular a perda de peso de uma forma saudável, evitando o efeito sanfona, a dieta restritiva, porque fazer dieta restritiva engorda, conseguimos fazer por um tempo, mas depois vai por água abaixo e recuperamos o peso. O intuito principal é mudar o comportamento em relação à alimentação e conhecer o nosso corpo, pois não precisamos comer tanto quanto comemos para viver de forma saudável – garante Lilian. 

Quem quiser participar dos Grupos de Reeducação Alimentar deve ir até a Secretaria Municipal de Saúde ou nas Unidades Básicas de Saúde, onde os grupos já acontecem, e preencher uma ficha de inscrição. Somente inicia-se um novo grupo a cada dois meses.  

 O grupo acompanha o início, meio e fim do cronograma, iniciando e finalizando com os mesmos participantes, só depoisformamos um novo grupo, pois não são encontros abertos e isolados a cada semana em que o paciente possa ir em um ou outro eventualmente, a participação é constante durante oito encontros  explica Lilian. 

O secretário de Saúde, Vanderlei Vili Petry está motivado com a adesão da comunidade à iniciativa.  

 Quando a secretaria com seus técnicos elaboram uma ação de saúde e percebe a adesão das pessoas, ficamos felizes e muito gratos, porque é sinal que estamos no caminho certo, é, sem dúvida, motivo de alegria para nós. Não desistam, trabalhem em grupo, e, assim, vamos trabalhar pela melhora da nossa saúde  observa Petry. 

Créditos: Magda Rabie