Notícias do Vale do Paranhana.

A maior feira calçadista do mundo, a Micam Milano, que ocorreu entre os dias 16 e 19 de setembro, em Milão/Itália, deve gerar mais de US$ 37 milhões – entre negócios efetivos in loco e alinhavados – para as 71 marcas brasileiras participantes.

A participação verde-amarela se deu apoiada pelo Brazilian Footwear, programa de incentivo às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O gestor de Projetos da Abicalçados, Cristian Schlindwein, destaca que foram proporcionados mais de 1,4 mil contatos com compradores dos principais mercados do mundo, o que foi destacado pelos expositores brasileiros.

— Além disso, o volume de negócios esperados ficou 12% acima do registro da mostra de mesmo período do ano passado, que já havia sido positivo — comemora.

Segundo o gestor, os visitantes estavam mais interessados nos produtos brasileiros, dispostos a aumentar o leque de produtos em suas lojas.

— A Micam também se mostra cada vez mais estratégica para a internacionalização das empresas por atrair um público diversificado e de diferentes nacionalidades — acrescenta.

COLEÇÃO ACERTADA

A feira, que nesta edição apresentou as coleções de primavera-verão, teve como resultado positivo, além do volume de negócios, a aceitação dos produtos verde-amarelos.

— Recebemos muitos elogios dos clientes que nos visitaram e o resultado culminou com a abertura de uma importante rede do Oriente Médio, que é mercado-alvo da marca nos próximos dois anos — conta Jéssica Bender, gerente de exportação da Petite Jolie, acrescentando que a empresa ainda abriu outros mercados, além de atender os clientes já tradicionais.

Jéssica ressalta também a importância de estar com o distribuidor de Portugal na feira, pois conseguiu fechar pedidos com butiques portuguesas e italianas.

A importância da Micam para o posicionamento da marca é destacada por Alexandre Salomão, gerente de exportação da Sollu. Segundo ele, a mostra é a principal vitrine para o mercado internacional, pois atrai compradores de diferentes cantos do mundo.

— Essa edição foi muito movimentada e me chamou a atenção a diversificação de países que atendemos. “Recebemos compradores qualificados, conseguimos retomar um cliente na Arábia Saudita, abrir os mercados da África do Sul, Coreia do Sul e México, e sabemos que o investimento na pesquisa e desenvolvimento de produtos está rendendo resultados muito positivos para a marca — comenta.

Para Gustavo Bacchiegga, gerente de exportação da Contramão, a feira ficou acima das expectativas. Em sua terceira edição no evento, a marca aproveitou os quatro dias para fazer a manutenção e captar novos clientes.

— Conseguimos abrir os mercados da Alemanha, Arábia Saudita e México. Acredito que a feira deste semestre vai nos gerar bons resultados, mostrando que estamos no caminho certo — projeta.

Entre as marcas do Paranhana, 16 participaram da Micam Milano:

Jorge Bischoff
Loucos & Santos
Ortopé
Bibi
Beira Rio
Vizzano
Conforto
Moleca
Molekinha
Ultraconforto
Molekinho
Modare Ultraconforto
Usaflex
Cecconello
Piccadilly
Tabita