Notícias do Vale do Paranhana.

O delegado da Polícia Civil de São Paulo e instrutor de tiros Paulo Bilynskyj, 33, foi encontrado hoje baleado em um apartamento em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo). A modelo Priscila Delgado de Barros, que estava com ele, foi encontrada morta no local, também com marca de tiro.

Segundo a Polícia Civil, há três linhas de investigação: a de que houve um tiroteio durante uma briga do casal, a de que houve um feminicídio e, em uma última hipótese, de que ela tentou matá-lo e ele se defendeu.

De acordo com policiais militares que foram ao local, Priscila Delgado de Barros, 27, tinha um relacionamento com o delegado. A modelo, nascida em Campo Bom, mudou-se para Parobé ainda criança. Ela foi rainha do 13° Festejando Parobé, ocorrido em 2010.

Policiais civis dizem que os tiros atingiram dedo, perna e abdômen de Bilynskyj. Ambos foram socorridos ao Hospital Green Line.

Colegas de trabalho do delegado afirmaram que ele está em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e que o estado é grave porque ele perdeu muito sangue.

O delegado é conhecido nas redes sociais por defender o uso de armas para proteção de vidas.

Diversos policiais militares foram até o local do crime. No entanto, procurada, a PM (Polícia Militar) afirmou que não iria se posicionar e pediu que a reportagem procurasse a SSP (Secretaria da Segurança Pública). Em nota, a pasta informou que a Corregedoria da Polícia Civil vai investigar o caso.

Em vídeo publicado no Instagram, Bilynskyj, hospitalizado, afirma que foi atingido por seis tiros por Priscila, e que, em seguida, a modelo teria atirado em si mesma.

View this post on Instagram

Vídeo do @paulobilynskyj no hospital!

A post shared by Milton Orcesi (@milton_orcesi) on

O prédio é o mesmo onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem um apartamento considerado sua residência principal.

*Com informações de UOL