Notícias do Vale do Paranhana.

A definição sobre a volta às aulas nas redes pública e privada do Rio Grande do Sul deverá ser anunciada na próxima quarta-feira (27).

O governador Eduardo Leite, em transmissão ao vivo pela internet nesta segunda (25), informou que o anúncio será feito em conjunto com a apresentação dos mais recentes dados encontrados na pesquisa da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) sobre a prevalência do coronavírus na população gaúcha.

— Quando anunciarmos os resultado da pesquisa feita pela UFPel, vamos tratar também da retomadas das aulas. Vamos falar sobre as etapas previstas para o retorno às atividades escolares, um retorno por fases, com prioridade ao ensino remoto como uma excepcionalidade, pois não acredito que ele substitua o ensino presencial. Queremos um retorno seguro às atividades de ensino — declarou o governador.

A reabertura das escolas estará condicionada à execução dos protocolos estipulados pelo governo, à bandeira de classificação definida em cada cidade, bem como a autorização dos municípios. A definição dos protocolos, assim como a decisão sobre o retorno às aulas, é do governo do Estado e das prefeituras.

O Palácio Piratini já havia determinado que as aulas presenciais na rede pública estadual fossem interrompidas, no mínimo, até junho. Para permitir que isso ocorresse, o recesso de inverno, normalmente em julho, foi antecipado para maio. A expectativa é de que o ano letivo termine em janeiro de 2021.

Enquanto isso, o governo do Estado começou a transmitir pela TVE aulas preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) destinadas especialmente aos alunos do 3º ano. A cada noite, das 19h às 23h, serão exibidas quatro aulas, entre as 13 disciplinas que serão trabalhadas. O programa, chamado de Pré-Enem Seduc RS, tem o objetivo de reduzir os danos causados aos estudantes da rede pública que prestam Enem em 2020 e estão com as aulas suspensas.