Notícias do Vale do Paranhana.

Uma comitiva igrejinhense esteve recentemente em visita técnica ao Hospital Pequeno Príncipe (HPP), referência no atendimento infantil em Curitiba e no estado do Paraná.

O objetivo da viagem foi conhecer o modelo de trabalho na entidade, com vistas à ampliação de serviços do Hospital Bom Pastor (HBP), mais especificamente serviços voltados a pessoa com deficiência. A visita foi uma recomendação do Ministério da Saúde, que apontou a casa hospitalar de Igrejinha como referência no atendimento a pacientes com algum tipo de deficiência.

Estiveram na capital paranaense o diretor do HBP, João Schmitt, a relações públicas Renata Eidelwein, o prefeito Joel Wilhelm e a secretária de Saúde Simone do Amaral.

Com 100 anos de história, o complexo Pequeno Príncipe é formado por hospital, faculdade e instituto de pesquisa, sendo o maior hospital pediátrico do país. A comitiva foi recebida pelo diretor clínico do HPP, Donizetti Dimer Giamberardino Filho, que apresentou a instituição e falou do seu histórico, serviços, projetos, programas, financiamentos e captação de recursos.

De acordo com Simone, Igrejinha busca viabilizar serviços no Hospital Bom Pastor com o intuito de suprir a falta de atendimento existente, tanto na região 6 de saúde – Igrejinha, Três Coroas, Taquara, Parobé, Rolante, Riozinho, São Francisco de Paula, Cambará do Sul –, como na região macrometropolitana.

O prefeito Joel destacou que o projeto é audacioso e consiste em tornar o HBP como referência no RS para atendimento de pessoas com deficiência.

— Já somos referência no atendimento de odontologia para pacientes especiais, atendendo a 89 municípios. Agora, queremos atender também outras especialidades, porque acreditamos que todas as pessoas têm direito a um atendimento de qualidade — projeta.