Notícias do Vale do Paranhana.

Passados 10 anos desde o lançamento de seu primeiro álbum autoral, “Figurinhas”, o músico e compositor Chico Paz, de Taquara, se prepara para revisitar lugares, pessoas e momentos que marcaram essa sua primeira década como artista.

Através do EP “Figurinhas – 10 anos”, três músicas ganham uma versão inédita, apenas na voz de Chico e no piano, tocado por seu irmão, Álvaro Paz.

— Ele faz parte destes 10 anos de uma maneira peculiar, pois quando eu comecei ele nem tocava. O Alvinho começou a incorporar o meu trabalho de maneira natural, e hoje ele é meu produtor e músico — comenta o artista.

A faixa número um do EP, “Explica” foi a primeira música do primeiro álbum autoral de Chico.

— Foi uma canção que marcou esse meu início e que tocou muito na época. Já a “Deja Vú”, que também foi regravada, foi uma música que abriu caminho pra quem eu sou hoje. É uma canção diferente porque eu quis compôr ela, ela foi planejada — explica.

A terceira música que ganha nova roupagem é “Minha Paz”, composta em homenagem a avó do cantor. Além do EP, um vídeo de Explica, gravado em um ambiente minimalista e orgânico, vai estar disponível pelo Spotify e nas plataformas digitais do músicos. Um grande show, relembrando momentos e parcerias de 10 anos de estrada, também vai ser lançado.

— Vamos ter a participação de pessoas que contribuíram com o meu trabalho. É um momento de olhar pra trás, relembrar e agradecer — finaliza Chico que já prepara um novo CD para o segundo semestre do ano.

 

SOBRE O ARTISTA

O cantor, compositor e músico Chico Paz é uma revelação da cidade de Taquara, no Rio Grande do Sul. Conhecido no meio artístico por já ter trabalhado com alguns artistas e bandas do rock gaúcho, como a Acústicos e Valvulados, somou amizade e muita experiência ao longo dos anos.

Sua história com a música porém, começou cedo. Chico o segundo irmão de uma família que não tinha nenhum músico profissional, mas que convivia com a música como se ela fosse um de seus integrantes. Quando menino, já revelava nas brincadeiras de infância a vocação para viver entre estúdios e palcos. Enquanto os outros jogavam bola, com cabos de vassoura no lugar da guitarra e um microfone improvisado, ele imaginava uma plateia lotada e empolgada no show de sua banda. Aos 7 anos, Chico começou a frequentar aulas de violão e nunca mais parou de tocar. Flertou com o punk rock na adolescência e chegou a ter duas bandas: Bernadetes e Policarpo.

Foi quando se arriscou na carreira solo, no entanto, em 2009, que encontrou seu estilo. Naquele ano lançou seu primeiro disco: Figurinhas, que deu início a sua carreira como compositor. Também no mesmo ano começou a estudar e dar aulas de música. O segundo trabalho independente, o EP-Singles, foi lançado em 2015 e em 2016 ele lançou o disco Caminho.
Em composições próprias que mostram o amadurecimento de sua carreira e seu pensamento, sem deixar de lado a sua essência, Chico traz um explosão de emoções em cada interpretação sem perder a o sentimento e a suavidade de sua voz.