Notícias do Vale do Paranhana.

Em Igrejinha, cerca de nove mil eleitores podem ficar sem votar devido a falta de cadastramento biométrico. Conforme o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), no município, o prazo para realizar o cadastro encerra-se em 4 de setembro. No entanto, poucos eleitores estão comparecendo ao cartório.

A chefe do cartório eleitoral, Kelly Stobbe, explica que, para conseguir atingir o mínimo de 80% do cadastramento do eleitorado, é necessário o comparecimento de, aproximadamente 170 pessoas por dia.

Quem não se apresentar à Justiça Eleitoral durante o período determinado terá seu título cancelado. Para realizar o cadastro, é preciso comparecer ao cartório eleitoral munido de documento de identidade e comprovante de residência.

Igrejinha é um dos 45 municípios do Rio Grande do Sul, cujos eleitores estão convocados a fazer o cadastro e a atualização de dados eleitorais.

Nesta terça-feira (6), a presidente do TRE-RS, desembargadora Marilene Bonzanini, esteve em Igrejinha para visitar a 149ª Zona Eleitoral. Na ocasião, a magistrada solicitou apoio da prefeitura, da Câmara de Vereadores e de entidades locais para ajudar na divulgação do cadastramento biométrico.