Notícias do Vale do Paranhana.

O ex-prefeito de Parobé, Claudio Silva, teve suas contas referentes ao ano de 2014 reprovadas pelo Legislativo de Parobé. A votação ocorreu na noite desta terça (11) durante a sessão ordinária. Silva não esteve presente na votação e também não enviou um representante jurídico para fazer sua defesa oral em Plenário.

Por 12 votos favoráveis a três contrários, os parlamentares decidiram seguir o parecer emitido pelo vereador Celso Ferreira (PDT), que substituiu o vereador Antônio Carlos dos Santos (PDT) na Comissão de Finanças, Orçamento e Contas Públicas. Conforme o parecer, a Casa Legislativa mantém a decisão enviada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que reprova as contas o gestor.

Manifestando seu voto contrário ao relatório, a vereadora Maristela Toffoli (PT), destacou que não estava de acordo com a decisão, já que, segundo ela, não há indícios de desvios de dinheiro público no documento.

— Fiz parte do governo Claudio e não serei ingrata. Em nenhum momento o parecer traz algum item afirmando que houve desvio ou indícios de corrupção — salientou a vereadora.

Já o vereador Eneas Rodrigues (MDB), afirmou que seu voto confirma a posição da Câmara de Vereadores quanto as decisões enviadas pelo TCE.

— Se o órgão fiscalizador enviou um parecer contrário, é porque é grave. Existem chances de buscar defesa, de explicar ações administrativas. Quando chegarem aqui as contas do prefeito interino e demais gestões, sempre vou acompanhar o tribunal — explicou.

Entre os fatores apontados para a rejeição, está a falta de equilíbrio financeiro e a ausência de oferta de vagas para a educação infantil para a faixa etária de quatro a cinco anos. O parecer também destaca que o Ministério Público de Contas também foi desfavorável a aprovação das contas do ex-prefeito, também devido a existência de inconformidades como o não cumprimento da Lei de Acesso à Informação.