Notícias do Vale do Paranhana.

Pela segunda semana consecutiva, o Rio Grande do Sul tem seis regiões sob bandeira vermelha nos riscos de contaminação da pandemia, de acordo com o mapa do distanciamento controlado. Dos 10 territórios colocados em alerta na sexta-feira (3), quatro tiveram a condição revista pelo governo do Estado e poderão manter o comércio aberto na próxima semana: Taquara Caxias do Sul, Passo Fundo e Erechim.

Ainda no sábado (4), uma reunião entre uma reunião entre os prefeitos e secretários de Saúde de Cambará do Sul, Igrejinha, Parobé, Riozinho, Rolante, São Francisco de Paula, Taquara e Três Coroas resultou em um dossiê, contendo uma série de documento com dados de ações e investimentos em saúde realizados pelas cidades.

Em contrapartida, as restrições mais severas à circulação de pessoas continuam no entorno de Porto Alegre, Capão da Canoa, Canoas, Novo Hamburgo, Pelotas e Palmeira das Missões. As regras de contenção da atividade econômica entram em vigor a partir desta terça-feira (7). A atualização do mapa de distanciamento controlado foi realizada nesta segunda-feira (6) em live transmitida nas redes sociais pelo governador Eduardo Leite.

— O Estado vive uma situação de agravamento do quadro. Todo nosso trabalho é para termos menor circulação do vírus — justificou.

O julgamento dos pedidos de reconsideração pelo gabinete de crise do Piratini manteve a divisão do Estado entre bandeiras vermelhas e laranjas, sem ocorrência de bandeira amarela. Contudo, o contorno definitivo da zona de maior risco ficou praticamente restrito à Região Metropolitana e uma faixa sudeste do Rio Grande do Sul. A exceção é o entorno de Palmeira das Missões, no Noroeste.

LIVE NA ÍNTEGRA

Live de atualizações – 06/07

Live de atualizações sobre o coronavírus no Rio Grande do Sul.Quer receber informações das lives direto no seu celular? Inscreva-se no canal do Youtube do Governo RS: https://www.youtube.com/watch?v=MGymY9uMxSc

Publicado por Governo do Rio Grande do Sul em Segunda-feira, 6 de julho de 2020