Notícias do Vale do Paranhana.

Um acidente de trânsito matou quatro gaúchos na BR-101 na tarde de sábado, em Sangão, a 19 quilômetros do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Tubarão, no sul de Santa Catarina. Era em torno de 16 horas quando um Kadett, placa IGY-4561, de São Leopoldo, tentou uma ultrapassagem forçada no sentido Santa Catarina-Rio Grande do Sul. Uma carreta, placa AMB-0731, de Pien, Paraná, que vinha em direção contrária, conseguiu desviar do Kadett, mas perdeu o controle e acabou colidindo frontalmente com a EcoSport (que seguia atrás do Kadett), placa IQZ-2222, de Santa Cruz do Sul, onde estavam as vítimas. Com a colisão, o veículo ficou totalmente destruído. Os ocupantes, o condutor, Paulo Hardi Kirst, 57 anos, sua esposa, Denise Kirst, 47, sua mãe, Anna Érica Kirst, 81, e sua irmã, Anni Luíza Schenkel, 55, morreram no local. A família estava veraneando em Garopaba desde o fim de dezembro. Natural de Santa Cruz do Sul, Anni era a única dos quatro que não residia na cidade. Há pelo menos 30 anos ela morava em Taquara, onde atuou como professora e coordenadora pedagógica da Faccat.
Anni Schenkel era esposa do ex-diretor administrativo-financeiro da Azaléia, Décio Schenkel, que morreu de câncer em dezembro de 2003 e também era natural de Santa Cruz. Anni deixa dois filhos, Sabrina e Fernando, e uma neta, Luísa. O corpo dela foi velado no Necrotério Municipal e enterrado ontem, às 17 horas, no Cemitério Municipal, junto ao marido.