Aproveite o melhor da internet com a TCA. Assine agora: 51 3541.9100

Para pessoas acima dos 40 anos, ela é Heleninha Roitman, a ricaça que tinha problemas com álcool. Para quem está na faixa dos 30, ela é Nazaré Tedesco, a vilã raptora de bebês. Porém, quem tem menos de 20 anos talvez conheça a atriz Renata Sorrah como “a mulher dos memes”.

Ela mesma comentou o fato, em declaração ao jornal O Globo: “Tô com 50 anos de carreira, trabalhei a vida toda pra virar ‘a mulher dos memes!’”, disse, em alusão a suas imagens que circulam pela 1104internet. Uma das mais famosas é a cena da Nazaré Confusa (ou Confused Lady, para os gringos), usada para fazer graça de alguma situação que não entendemos muito bem.

A perplexidade diante de certos acontecimentos é tanta que só nos resta rir, não é mesmo? Porém, a popularidade de um meme não se limita à cultura do besteirol. Ela representa traços identitários de uma comunidade inteira. Falaremos disso em seguida. Antes, acompanhemos Renata Sorrah tentando resolver as equações que tanto intrigam sua personagem.

O que é um meme?

Esse termo surgiu quase que despretensiosamente, num livro da década de 1970. Em O Gene Egoísta, o biólogo Richard Dawkins propunha uma palavra para explicar os processos de replicação e evolução cultural. Segundo o autor, da mesma forma que os genes transmitem a informação biológica dos seres vivos de geração em geração, deveria haver outra unidade que repassasse o conteúdo de nossa cultura.

Então, surgiu o neologismo meme (memória + gene), que exprime as ideias que se propagam numa sociedade. Nessa perspectiva, qualquer ritual, costume ou crença pode ser considerado um meme. A moda de vestir calça rasgada no joelho. O hábito de cantar Parabéns a Você nas festas de aniversário. Os ataques racistas que uma famosa sofre no Facebook. Toda tradição, boa ou ruim, perpetua uma memória coletiva.

No entanto, a internet bagunçou esse conceito. Ou melhor, atualizou-o. O pesquisador Henry Jenkins foi um dos primeiros a tratar memes como fenômenos tipicamente contemporâneos. Num artigo de 2009, ele argumenta que, na web, as ideias originais se transformam, ganhando novos propósitos e significados enquanto passam de mão em mão. Tudo isso, claro, no ritmo veloz e fugaz dos ambientes digitais.

Outra que se aprofunda no assunto é a pesquisadora Limor Shifman, autora do livro Memes in Digital Culture. Conforme ela, as imagens, as hashtags e os vídeos compartilhados na rede não devem ser compreendidos isoladamente. Eles fazem parte de uma cadeia complexa, que expressa o comportamento de um público maior.

Em resumo, as peças funcionam dentro de um contexto. Talvez a Nazaré Confusa tenha viralizado em outros países porque equações matemáticas dificultam a vida de estudantes no mundo todo. Por outro lado, conteúdos regionais só fazem sentido para quem tem as referências certas.

É o caso, por exemplo, dos memes envolvendo a Oktoberfest de Igrejinha. A festividade germânica virou lugar-comum para os moradores do Vale do Paranhana – e para tantos visitantes que frequentam o Parque Almiro Grings nesta época.

Contudo, quem nunca ouviu bandinha nem provou um bolinho de aipim com chope dificilmente sabe do que estamos falando. Pior ainda: não sabe o que está perdendo!

Memes para a Oktoberfest

tirinha que mostra um menino sendo influenciado por um grupo de alemães com trajes típicos germânicosNão seria exagero dizer que memes geram uma sensação de pertencimento. Se você entende a piada, é porque também faz parte da comunidade.

Aliás, sempre gostamos de enfatizar o caráter comunitário da Oktober: os 3 mil voluntários se reúnem para proporcionar diversão, mas também para garantir saúde, educação e segurança ao município.

Sendo assim, que tal juntar-se a essa corrente solidária? Você pode começar de casa, produzindo alguns memes para chamar ainda mais amigos ao evento! Existem diversos serviços on-line para isso, como Canva, Imgur e Quickmeme. É só soltar a criatividade.

A TCA se orgulha em ser parceira da Oktoberfest de Igrejinha. Nossa equipe integra a Comissão de TI, responsável pela estrutura de automação e monitoramento do parque. Também fornecemos, gratuitamente, links de altíssima velocidade para que o público possa conferir flashes ao vivo da festa.

Quer ficar por dentro de todas as novidades da Oktober? Então acompanhe as redes sociais oficiais. Quem sabe seu meme não apareça por lá, né?

E aproveite para conhecer nossos Planos de Fibra Ótica. Com a banda larga mais rápida e estável do Vale do Paranhana, você compartilha fotos, assiste a vídeos e aproveite o melhor da internet.