Aproveite o melhor da internet com a TCA. Assine agora: 51 3541.9100

A diversão de muitos gamers não está em derrotar o oponente nem em resolver um quebra-cabeça. Há quem se dedique a explorar cada canto da tela em busca de easter eggs. São fases secretas, comandos especiais ou mensagens escondidas ao longo do jogo. Para acessar o conteúdo, é necessário cumprir tarefas que fogem ao padrão, como realizar uma sequência de movimentos aparentemente aleatórios.

Claro que os segredos descobertos são prontamente revelados e compartilhados na internet. Ainda assim, a brincadeira não perde a graça. Tanto é que os programadores espalham surpresas em outras aplicações, como softwares, apps de celular e sites.

Atari e o primeiro easter egg

O fenômeno surgiu num ato de rebeldia, como conta esta reportagem da Paste Magazine. O ano era 1979, quando a Atari figurava entre as bambambãs da indústria de videogames.

Tudo ia bem até que a companhia passou por mudanças de política. Entre as novas regras, estipulou-se que os desenvolvedores dos jogos não receberiam mais crédito por suas criações. O anonimato era uma tentativa de prevenir que empresas concorrentes roubassem os talentos da casa.

A decisão polêmica rendeu diversos pedidos de demissão. Porém, antes que Warren Robinett seguisse o caminho de seus colegas, ele resolveu pregar uma peça nos patrões. Tendo dedicado meses de suor à finalização de Adventure, o designer incorporou ao game uma assinatura, tal como os pintores fazem com seus quadros.

Para vê-la, o jogador tinha que selecionar um pixel cinza e levá-lo até um ponto específico do mapa do cenário. Essa ação abria uma área até então inacessível, que exibia o nome de Robinett piscando em cores vibrantes.

Quem descobriu o truque foi um adolescente de 15 anos. O jovem escreveu uma carta à Atari comentando o episódio. Como era de se esperar, o departamento de Marketing ficou desconcertado.

Só que um gerente resolveu observar o lado bom da situação. Ele comparou o caso à caça aos ovos de chocolate, que tanto diverte as crianças. Logo depois, foi instituído que todo game da empresa teria “ovos de Páscoa” (easter eggs) ocultos. Assim, o que começou como uma desobediência à ordem vigente acabou se transformando numa maneira de incrementar a experiência dos consumidores.

A tradição permanece até hoje e disseminou-se em outros campos do entretenimento. É bem provável que o seu smartphone ou sua rede social favorita possuam funcionalidades camufladas.

Adventure Atari easter egg

Os créditos de Warren Robinett são o primeiro easter egg dos games. Imagem: Reprodução

Exemplos divertidos de easter eggs

Um dos easter eggs mais conhecidos está na ferramenta de busca do Google. Quando você procura por “do a barrel roll”, a página dá um giro de 360 graus. A frase é uma referência a Star Fox 64, da Nintendo. Esse era o movimento que a heroica raposa fazia com sua nave espacial para fugir de ameaças.

O Street View também é repleto de surpresas. Por exemplo, fãs do seriado Doctor Who usam esse serviço para chegar a um certo endereço de Londres. É ali que fica estacionada Tardis, a máquina do tempo utilizada pelo personagem título do programa de TV. De fora, parece uma cabine telefônica azul. Por dentro, o espaço é amplo e superfuturista.

Outra nerdice bacana se esconde na barra de endereços do Firefox. Experimente digitar “about:robots” no browser. Você encontrará uma página com mensagens sobre robôs – todas elas retiradas de obras de ficção científica, como Blade Runner e O Guia do Mochileiro das Galáxias.

Vale lembrar, ainda, que o sistema operacional Android sempre traz um joguinho escondido. Em celulares que rodam a versão 7.0, o objetivo é atrair e colecionar gatos virtuais. No entanto, para habilitar a função, você precisa seguir um passo a passo cheio de detalhes. O site Techtudo explica o que fazer.

Um passatempo mais simples pode ser acionado via Facebook Messenger, inclusive em Iphones. Basta enviar um emoji de bola de basquete em alguma conversa. Ao tocar sobre a figura, o usuário dá início ao game, cuja meta é deslizar a bola até a cesta para fazer pontos em sequência. Consegue-se treinar sozinho ou desafiar alguém para uma partida.

Por fim, tem o tiranossauro do Chrome. A famigerada criatura aparece quando a rede está instável. Enquanto a conexão não volta, pressione a tecla de espaço do teclado. O bicho vai começar a correr e você terá que desviar dos obstáculos.

Mas, convenhamos: cliente TCA só encontra o dinossaurinho se desabilitar o Wi-Fi. Nossos Planos de Fibra Ótica proporcionam uma banda larga rápida e sem oscilações. É sinal forte, de qualidade, para quem quer aproveitar o melhor da internet.

Que tal tirar um tempo para descobrir outros easter eggs? Se você conhece algum exemplo curioso ou engraçado, deixe um comentário com sua sugestão para os leitores!