Você também pode ter o melhor da fibra ótica com a TCA. Contrate agora: 51 3541.9100

A reforma trabalhista de 2017 formalizou o teletrabalho – a possibilidade de realizar o serviço fora do escritório. Essa alteração no texto da CLT abre espaço para que mais empreendimentos adotem o home office como opção.

A medida vai ao encontro de uma tendência mundial. Levantamento da plataforma de freelancing Upwork indica que, nos Estados Unidos, quase dois terços (63%) das companhias entrevistadas têm colaboradores remotos.

O Brasil aponta uma realidade semelhante. Por aqui, 55% dos profissionais corporativos realizam, pelo menos uma vez por semana, jornada longe da firma. As informações são do espaço de coworking Spaces, que ouviu 900 pessoas de áreas como tecnologia, consultoria e serviços.

Há vantagens para os dois lados. Os contratantes podem manter uma estrutura física mais enxuta. Além disso, conseguem formar um quadro de funcionários altamente capacitados, estejam esses talentos numa grande metrópole ou fora dos centros urbanos. Barreiras geográficas não existem mais.

Sem precisar deslocar-se à sede da empresa, os trabalhadores também ganham. O tempo que seria gasto no trânsito pode ser aproveitado em atividades pessoais: ir à academia, ler ou dormir mais meia hora. A produtividade aumenta. Já os horários flexíveis permitem adequar a rotina a outras demandas cotidianas, como buscar os filhos na escola.

Desafios de trabalhar em casa

Fonte: Spaces

Claro que existem desafios. O barulho da máquina de lavar e interrupções de familiares atrapalham a concentração. Por isso, o home office requer organização e disciplina. Acompanhe algumas dicas para tirar o melhor proveito dessa prática.

1. Organize o ambiente

Seja um cantinho da sala, seja um cômodo à parte, lembre-se de que você passará muitas horas no local escolhido. Portanto, a estação de trabalho deve ser confortável. Priorize um lugar arejado e com boa iluminação natural. Reserve uma cadeira ergonômica e, antes de instalar-se definitivamente, limpe a mesa para deixar apenas os materiais indispensáveis.

2. Restrinja o acesso

Se você divide a casa com outros moradores, convém montar o escritório num quarto com porta. O isolamento pode ser importante, durante teleconferências ou tarefas que exijam mais concentração. Outra dica é estabelecer algumas regras de convivência, como pedir para não ser interrompido durante o expediente.

3. Mantenha horários fixos

Aliás, a flexibilidade do trabalho remoto não elimina o fato de que o resto do mundo funciona em horário comercial. Caso seu emprego envolva reuniões ou atendimento direto ao cliente, é preciso estar disponível em momentos pré-determinados.

Obviamente, sua jornada pode começar mais tarde, ou ser quebrada em períodos menores ao longo do dia. Assim, entre um serviço e outro, dá para passear com o cachorro ou regar as plantas. Experimente opções até encontrar a mais confortável.

4. Gerencie seu tempo

Pequenas pausas são ótimas para a produtividade. Porém, o lazer tem limites. Não é porque você trabalha em casa que pode largar tudo e “maratonar” uma série da Netflix.

Existem estratégias para reduzir a fadiga mental sem comprometer a entrega de resultados. Uma delas é a técnica Pomodoro. Ela consiste em intercalar 25 minutos de trabalho focado com cinco minutos de descanso. A casa duas horas, faz-se um intervalo mais longo.

5. Elimine distrações

Notificações de redes sociais funcionam como um gatilho para a distração. Se, dentro de uma empresa, orienta-se ao uso comedido desses sites e aplicativos, a mesma política deve ser adotada no teletrabalho.

Feche o Facebook. Configure o celular para receber somente ligações importantes. Quando o barulho da rua parecer caótico demais, dê play na música certa.

6. Permaneça em contato

Muitos colaboradores remotos sentem falta de conversar diretamente com seus gestores. Afinal, a orientação do supervisor é importante para sanar dúvidas e obter retorno sobre os projetos em andamento.

No entanto, ferramentas de chat podem interromper o fluxo de produção. Prefira estabelecer horários fixos na semana para fazer reuniões via Hangout, por exemplo.

7. Invista em equipamentos

De acordo com o artigo 75 da Consolidação das Leis do Trabalho, gastos com computador e conexão à rede são de responsabilidade do contratante, mesmo em caso de serviço a distância. Contudo, essa regra não vale para profissionais autônomos ou freelancers.

Agora, independentemente de quem banque a infraestrutura, uma coisa é garantida: deve-se garantir que você estará disponível para atender clientes e fechar negócios na hora certa. Nessas situações, uma banda larga estável e rápida faz toda a diferença.

Com a  Fibra Ótica da TCA, sua equipe vai mais longe. Conheça nossos planos e aproveite o melhor da internet.

E então: o que lhe falta para experimentar o home office? Conte para nós!