Apresentação

Este blog é uma tentativa de traduzir o trabalho do pensamento em palavra escrita, com direito a falhas, equívocos e perdões.
Obrigado aos que tiveram o trabalho de dedicar sua atenção!

Perfil

Marcos Kayser é filósofo e empresário. Escreveu o livro O Paradoxo do Desejo, com prefácio de Márcia Tiburi, onde busca investigar a "mecânica do desejo nas relações de poder", e o livro Quando Tamanho não é documento, contando a história da gestão da TCA, empresa da qual é um dos fundadores e foi vencedora do Prêmio Nacional de Inovação. Idealizador do Scopi, software líder de mercado, que tem como objetivo ajudar as organizações a criarem a cultura do planejamento.

Conheça o Scopi
Obras do Autor
Buscar

A culpa é do clima

Haverá preferência entre um dia obscuro, de céu escuro, e um dia claro, ensolarado? Inverno ou verão? Acredito que a maioria das pessoas tem preferência pelo céu azul. Fisiologicamente a falta de sol leva à deficiência da vitamina D, essencial para manter o equilíbrio mineral no corpo humano e todo o seu metabolismo. Dias cinzentos são deprimentes, especialmente para os mais propensos a deprimir.  Dizem que os mais velhos e os mais solitários tem maior pré disposição à depressão. E aí me pergunto, um Estado como o nosso Rio Grande do Sul, com um inverno de muito céu encoberto, não estará propenso a se deprimir? Entende-se por depressão a falta de desejo, energia e alegria, falta de fé e até vontade de viver. No âmbito da sociedade gaúcha, a falta de fé seria na política deste Estado, que há anos não vê o desenvolvimento que se espera, o que acaba determinando a falta de vontade de viver aqui. Se perguntarmos para os mais jovens se desejam ficar no Rio Grande ou ir para outros lugares do país, é grande a quantidade deles que desejam sair. O culpado pela nossa decadência ou estagnação seria então o clima? Acho que não! Se fosse ele, jamais teríamos sido o que já fomos, por exemplo, referência em educação. Se fosse em função exclusiva do clima, países como Inglaterra e Canada, não seriam o que são. Claro que o clima influencia drasticamente a economia de uma região, tanto negativa como positivamente. Quando “São Pedro” ajuda (e tem ajudado bastante a safra gaúcha) vamos bem no agronegócio. Se o clima que mais interfere no nosso destino, é o clima interior. Precisamos ser mais engajados, quem sabe mais uruguaios, e mais arrojados, quem sabe mais chilenos, apesar de ambos terem se despedido mais cedo do mundial. Apesar disso, estão felizes por terem chegado aonde chegaram. Fizeram o que foi possível diante do tamanho que cada um tem.  E por falar de mundial, já estou me sentindo deprimido. Havia me acostumado a assistir futebol todos os dias. Voltemos ao clima do brasileirão!

Marcos Kayser

Leave a Reply

Arquivos