Apresentação

Este blog é uma tentativa de traduzir o trabalho do pensamento em palavra escrita, com direito a falhas, equívocos e perdões.
Obrigado aos que tiveram o trabalho de dedicar sua atenção!

Perfil

Marcos Kayser é filósofo e empresário. Escreveu o livro O Paradoxo do Desejo, com prefácio de Márcia Tiburi, onde busca investigar a "mecânica do desejo nas relações de poder", e o livro Quando Tamanho não é documento, contando a história da gestão da TCA, empresa da qual é um dos fundadores e foi vencedora do Prêmio Nacional de Inovação. Idealizador do Scopi, software líder de mercado, que tem como objetivo ajudar as organizações a criarem a cultura do planejamento.

Conheça o Scopi
Obras do Autor
Buscar

Titinho: será que agora vai?

Nestes primeiros 30 dias de governo no município de Taquara, me chamaram a atenção duas medidas tomadas pelo prefeito Titinho. A primeira
foi a suspensão da construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Taquara e a segunda o cancelamento do desfile de carnaval deste ano. Medidas impopulares, mas que demonstram coragem e responsabilidade. Num primeiro momento, numa leitura apressada, ambas medidas podem parecer um retrocesso, afinal, quem não quer mais estrutura de saúde disponível e quem não quer a realização de eventos em Taquara? Elogiar é  arriscado, ainda mais em se tratando de ações de um gestor público, cuja lógica, em sua maioria, não segue a orientação técnica, mas sim política, faltando coerência sistêmica e visão de longo prazo. Nesta caso vou arriscar ao dizer que achei muito prudente estas decisões do prefeito de Taquara.  E, seguindo o que diz o filósofo Cícero, da época da Roma antiga, para quem “prudência é saber distinguir as coisas desejáveis das que convém evitar”, acho que Titinho está pensando em evitar problemas que comprometem o futuro da cidade. É desejável a UPA e o carnaval, mas que UPA e que carnaval? Uma UPA que traz grande risco financeiro à prefeitura que  possui  limitações financeiras que a cada mandato se intensificam? Não fosse assim a Prefeitura não teria tanta dificuldade para pagar suas contas. Uma UPA cuja viabilidade pode ainda ser melhor discutida, inclusive a nível regional? Lembrando que a saúde é tema da nossa Agenda Paranhana 2020. Não se deveria primeiro deixar o Hospital 100% e os postos de saúde para então investir na UPA? Da necessidade do carnaval, não vou nem comentar, porque sou contra a política do “pão e circo”, o que não significa que sou contra o Carnaval e outros eventos que proporcionem alegria a muitos. O problema é não tratar primeiro eventos cuja prioridade é urgente. Gosto muito de Taquara, e quando um prefeito dá algum sinal positivo de boa gestão, logo me entusiasmo, achando que agora vai. Foi assim com o prefeito Kaiser e com o prefeito Délcio, quando falei neste espaço de alguns projetos que tinha esperança que fossem realizados, dentre os quais a revitalização das praças e a criação de uma incubadora tecnológica. Lembro que as praças foram revitalizadas pelo prefeito Délcio. Torço para que Titinho faça uma administração de alto nível, sabendo inclusive dizer não para investimentos que não estamos preparados, e mantenha a minha ilusão de “taquarense fanático”, que acredita numa “Taquara que ainda vai fazer muitos golaços”, conquistando importantes títulos, principalmente nos campeonatos da economia, saúde e educação.

Leave a Reply

Arquivos