Apresentação

Este blog é uma tentativa de traduzir o trabalho do pensamento em palavra escrita, com direito a falhas, equívocos e perdões.
Obrigado aos que tiveram o trabalho de dedicar sua atenção!

Perfil

Marcos Kayser é filósofo e empresário. Escreveu o livro O Paradoxo do Desejo, com prefácio de Márcia Tiburi, onde busca investigar a "mecânica do desejo nas relações de poder", e o livro Quando Tamanho não é documento, contando a história da gestão da TCA, empresa da qual é um dos fundadores e foi vencedora do Prêmio Nacional de Inovação. Idealizador do Scopi, software líder de mercado, que tem como objetivo ajudar as organizações a criarem a cultura do planejamento.

Conheça o Scopi
Obras do Autor
Buscar

10 passos para um prefeito implantar uma gestão de qualidade

Somos todos sabedores dos desafios a serem enfrentados pelos prefeitos que assumem as prefeituras do Rio Grande do Sul e, porque não, do Brasil, a partir de 1º de janeiro de 2013. Somos sabedores também de que as gestões municipais carecem de profissionalização, a fim de aumentarem  a eficácia e a eficiência, tão necessárias para alcançarmos uma qualidade de vida melhor em nossas cidades. Com base nas experiências como voluntário da Agenda 2020, como empresário e, principalmente, como cidadão exigente e engajado, selecionei 10 passos que considero elementares para os prefeitos introduzirem suas cidades na rota da excelência:

  1. Escolher os secretários pelo grau de conhecimento e experiência na área.
  2. Contratar uma consultoria externa para realizar um diagnóstico sobre o estágio atual da gestão.
  3. Contratar o mínimo de colaboradores com cargo de confiança para cobrir apenas as lacunas apontadas pela consultoria.
  4. Reunir representantes da comunidade, dos funcionários e todos os secretários para levantar o cenário em que se encontra a prefeitura e a cidade, aplicando o método FOFA, que identifica as Forças, Oportunidade, Fraquezas e Ameaças.
  5. Ainda com este grupo levantar os projetos prioritários da prefeitura e da cidade subdivididos por tema (saúde, segurança, educação, meio ambiente, desenvolvimento econômico, infra estrutura).
  6. Com o apoio da consultoria, reunir o resultado do diagnóstico e do FOFA afim de definir as principais ações para combater as fraquezas e ameaças e aproveitar as forças e oportunidades.
  7. Adotar um modelo de gestão e governança, baseado no método PDCA (Planejar, Desenvolver, Controlar e Ajustar) que deve ser disseminado por toda a prefeitura e liderado pelo prefeito.
  8. Capacitar secretários, diretores e funcionários no método e em ferramentas de gestão e criar um comitê interno da qualidade.
  9. Estabelecer metas estratégicas e os projetos e processos, que irão ser realizados para que as metas sejam atingidas, com respectivos prazos e responsáveis.
  10. Realizar reuniões sistemáticas para acompanhamento dos projetos e processos e atingimento das  metas, onde são tomadas medidas de correção caso o planejamento traçado não esteja alcançando o resultado esperado.

Outros passos existirão, mas, independentemente do tamanho do município e das dificuldades, a prefeitura que se propõe a fazer uma gestão de qualidade, não escapa dos 10 passos citados. De quem depende? Do prefeito, mais especificamente, da sua coragem e da alteridade, sua real preocupação com a comunidade.

Leave a Reply

Arquivos