Apresentação

Este blog é uma tentativa de traduzir o trabalho do pensamento em palavra escrita, com direito a falhas, equívocos e perdões.
Obrigado aos que tiveram o trabalho de dedicar sua atenção!

Perfil

Marcos Kayser é filósofo e empresário. Escreveu o livro O Paradoxo do Desejo, com prefácio de Márcia Tiburi, onde busca investigar a "mecânica do desejo nas relações de poder", e o livro Quando Tamanho não é documento, contando a história da gestão da TCA, empresa da qual é um dos fundadores e foi vencedora do Prêmio Nacional de Inovação. Idealizador do Scopi, software líder de mercado, que tem como objetivo ajudar as organizações a criarem a cultura do planejamento.

Conheça o Scopi
Obras do Autor
Buscar

IDESE: Continuamos na “zona do rebaixamento”

Na última quinta-feira, dia 7 de outubro, a Fundação de Economia e Estatística (FEE) divulgou os resultados da pesquisa do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (IDESE) dos municípios do RS. Os dados são de 2007 e o município e com exceção de Taquara, todas as cidades da região tiveram uma queda na comparação com 2006.  No ranking regional não houve alteração de posição. Quem era a primeira colocada, no caso Igrejinha, continuou sendo e o mesmo ocorreu com as demais.  No âmbito estadual Igrejinha ficou na posição 171 com o índice geral  0,723,  sendo que em 2006 estava na posição 152. Taquara ficou na posição 203, com o índice 0,710, sendo que em 2006 era 207. Três Coroas ficou na posição 228, índice 0,702, e em 2006 era 226. Parobé ficou na posição 230, índice 0,702, e em 2006 era 229. Rolante ficou na posição 297, índice 0,678,  e em 2006 era 287. Riozinho ficou na posição 385, índice 0,643, e em 2006 era 374.  O município de Caxias do Sul ficou em primeiro lugar com o índice geral 0,850 e dentre as cidades mais próximas ao Paranhana Esteio foi a melhor colocada ficando na segunda posição com o índice 0,840. O Idese é um índice sintético, composto por 12 indicadores, divididos em quatro blocos temáticos: Educação; Renda; Saneamento e Domicílios; e Saúde. Taxa de abandono no ensino fundamental, taxa de reprovação no ensino fundamental, taxa de atendimento no ensino médio e taxa de analfabetismo de pessoas de 15 anos e mais de idade formam o tema Educação. Geração de renda – PIBpc e apropriação de renda – VABpc do comércio, alojamento e alimentação formam o tema Renda. Domicílios abastecidos com água e com esgoto sanitário, média de moradores por domicílio formam o tema Saneamento e Domicílio. Crianças com baixo peso ao nascer, taxa de mortalidade de menores de cinco anos e esperança de vida ao nascer, formam o tema saúde. Dentre estes temas, aquele em que o Paranhana apresenta maior deficiência é o tema saneamento, seguido do tema renda. Dentre as regiões do RS, considerando os Coredes, o Paranhana continua na anti penúltima posição. Fazendo uma comparação com o campeonato brasileiro de futebol, o Paranhana segue na zona do rebaixamento, mas, quem sabe, nas próximas edições da pesquisa, sem almejar Libertadores e muito menos ser campeão, por nossas limitações econômicas, consiga sair desta indesejada posição, precisando, para isso, de mais investimento público em saneamento.

Marcos Kayser

Leave a Reply

Arquivos