Apresentação

Este blog é uma tentativa de traduzir o trabalho do pensamento em palavra escrita, com direito a falhas, equívocos e perdões.
Obrigado aos que tiveram o trabalho de dedicar sua atenção!

Perfil

Marcos Kayser é filósofo e empresário. Escreveu o livro O Paradoxo do Desejo, com prefácio de Márcia Tiburi, onde busca investigar a "mecânica do desejo nas relações de poder", e o livro Quando Tamanho não é documento, contando a história da gestão da TCA, empresa da qual é um dos fundadores e foi vencedora do Prêmio Nacional de Inovação. Idealizador do Scopi, software líder de mercado, que tem como objetivo ajudar as organizações a criarem a cultura do planejamento.

Conheça o Scopi
Obras do Autor
Buscar

A cidade preferencial

Todos temos preferências por esta ou aquela cidade e os motivos variam de acordo com os sentidos e sentimentos de cada um, apesar de termos alguns motivos comuns como são os casos da boa estrutura de educação, saúde, segurança, cultura e lazer que uma cidade pode nos oferecer. A revista The Economist, em recente pesquisa, escolheu Vancouver como a cidade com melhor qualidade de vida do mundo, com Viena ficando em segundo lugar. A lista claramente relacionou seu conceito de qualidade de vida à língua falada: o inglês. Viena e Helsinque são as duas únicas exceções na lista da The Economist. As demais são Melbourne, Toronto, Sydney, Adelaide, Auckland. A revista também deu preferência para cidades do velho Império Britânico, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, talvez por causa da qualidade dos seus sistemas de educação e saúde. Mas nenhuma cidade da Ásia, África, América do Sul ou dos EUA consta na lista das Top 10. Assistência médica e educação são importantes, mas, salvo no caso de Viena, a pesquisa parece não ter dado ênfase à cultura. Ar limpo também é importante, o que automaticamente deixaria de fora Xangai e Hong-Kong, duas das mais vibrantes e poluídas cidades do mundo. O crime tem de ser levado em conta, o que colocaria de fora Cidade do Cabo e Rio de Janeiro. Todas as cidades escolhidas são democracias decididamente liberais e estáveis, o que as diferenciam muito do mundo em desenvolvimento. Os americanos adoram Londres, centro financeiro que tem uma intensa vida cultural. Mas é preciso muito dinheiro para viver na capital britânica. Segundo Oscar Wilde, quando todos os bons americanos morrem, eles vão para Paris. Para um artista pobre, Berlim pode ser o lugar ideal, com seu entusiasmo criativo e moradia barata., Barcelona pode ser uma boa escolha se a preferência for o Mediterrâneo. Istambul, pelo romantismo, Salzburgo pelo charme, Cingapura pelo aspecto prático e San Francisco pelo cenário e ambiente. Todas tem motivos de sobra para estarem dentre as cidades preferenciais. E para nós brasileiros, cidadãos de um país que ainda não pode ser considerado desenvolvido, pela série de carências que possui, qual cidade brasileira seria a nossa preferencial para viver, trabalhar e até morrer? Por curiosidade, seria a cidade onde se vive atualmente?

Leave a Reply

Arquivos