Apresentação

Este blog é uma tentativa de traduzir o trabalho do pensamento em palavra escrita, com direito a falhas, equívocos e perdões.
Obrigado aos que tiveram o trabalho de dedicar sua atenção!

Perfil

Marcos Kayser é filósofo e empresário. Escreveu o livro O Paradoxo do Desejo, com prefácio de Márcia Tiburi, onde busca investigar a "mecânica do desejo nas relações de poder", e o livro Quando Tamanho não é documento, contando a história da gestão da TCA, empresa da qual é um dos fundadores e foi vencedora do Prêmio Nacional de Inovação. Idealizador do Scopi, software líder de mercado, que tem como objetivo ajudar as organizações a criarem a cultura do planejamento.

Conheça o Scopi
Obras do Autor
Buscar

Dados da violência no Paranhana

Acessando o Portal da Transparência do Paranhana, um dos primeiros projetos implantados que integra a Agenda Paranhana 2020, podemos acompanhar a evolução da região em números. Na primeira semana deste ano foram atualizados os dados referentes ao número de homicídios na região. Indicador que não é definitivo, pois existem outros, mas que é importante no apontamento de uma tendência, que no caso de 2009 foi positiva. A boa notícia é que o número de homicídios no Paranhana em 2009 teve uma redução de aproximadamente 25%. Taquara continua sendo a cidade com o maior número, somando 12 homicídios, sendo que em 2008 haviam sido 16. Apesar de ser a maior em população o número de homicídios em Taquara ainda é muito alto na comparação com os demais municíipios da região, inclusive com relação a Parobé que era tida como a mais violenta, apesar dos números não mostrarem isso. Parobé e Rolante tiveram 4 homicídios cada uma em 2009. Em 2008 Parobé registrou 9 e Rolante 5. Como se pode perceber, em Parobé, percentualmente, houve uma redução de mais de 50% na relação de um ano para o outro. Igrejinha registrou 2 homicídios em 2009 contra 1 em 2008. Três Coroas registrou 1 em 2009 contra nenhum em 2008. Enquanto que Riozinho continuou com nenhum homicídio registrado, como já havia ocorrido em 2008. Em termos regionais, em 2009 houveram 23 homicídios contra 31 em 2008, ou seja, houve uma redução próxima de 25%. Este número de 2009 repete o número de 2007, sendo que de lá para cá a população cresceu na região. Se esta melhora, se assim podemos considerar, é fruto de uma ação mais ostensiva da Brigada e da Polícia, é difícil constatar. O que se sabe é que o contingente policial não aumentou. Contudo, cabe comemorar e aos especialistas informar a que se deve a melhora, se a alguma ação de repressão ou preventiva. Espera-se que não tenha sido por uma questão de sorte. Tomara que os méritos estejam no trabalho dos nossos órgãos de segurança. Lembrando que o Portal da Transparência, onde se pode encontrar uma gama variada de dados da região, encontra-se na Internet no endereço www.paranhana.org.br. É nesta hora que damos valor ao controle, como é bom ter dados sendo apurados e disponibilizados, como é bom poder saber o que acontece hoje para poder compara com ontem e projetar o amanhã. Se o resultado foi melhor, vamos continuar melhorando, se eventualmente piorar vamos encontrar caminhos e planejar ações para reverter e superar.

Marcos Kayser
Presidente CICS-VP
Entidade coordenadora da Agenda Paranhana 2020

Leave a Reply

Arquivos