Você também pode ter o melhor da fibra ótica com a TCA. Contrate agora: 51 3541.9100

Na internet, cada segundo conta. Não é exagero: de acordo com um levantamento divulgado pelo site Kissmetrics, 40% dos usuários desistem de acessar uma página após três segundos de espera.

Imagine ser dono de uma loja virtual e já perder clientes assim, antes mesmo de mostrar o catálogo, só porque o site não carregou. Nunca o ditado “tempo é dinheiro” fez tanto sentido.

Porém, não se trata apenas de fechar negócios. A lentidão abala a credibilidade de uma marca, também. O Facebook já anunciou que punirá esse tipo de conteúdo: usuários do aplicativo mobile verão, primeiro, links para páginas mais rápidas.

Ocorre que diferentes fatores podem ser a causa do problema. Às vezes, não há muito a ser feito, a não ser esperar.  Em outros momentos, o motivo da demora está no dispositivo que a pessoa usa.

Entenda a seguir por que um site não carrega direito e prepare-se para curtir o melhor da internet.

O site é muito pesado

Um dos principais inimigos da velocidade é o excesso de imagens de uma página. Quem já utilizou conexão discada deve se lembrar bem. Levavam-se minutos para carregar uma única figura. Muitas vezes, o processo falhava na metade do caminho. O resultado era isto aqui:

Exemplo de falha no carregamento de imagem

A tecnologia avançou, mas o contratempo continua. Fotos em alta resolução ou num formato inadequado pesam bastante e custam mais a carregar. O mesmo vale para outros elementos, como os plug-ins – áreas de comentários e botões para compartilhar o post numa rede social, por exemplo.

Até as linhas de código do website podem ser otimizadas. Menos comandos o tornam mais compacto e leve.

O servidor está sobrecarregado

Todo site fica hospedado em algum lugar do mundo. Quando você digita um endereço eletrônico, a rede entra em contato com o chamado servidor, que envia de volta as informações para a visualização do conteúdo.

O gargalo pode estar aí. Da mesma forma que um computador fica lento quando há muitos programas funcionando ao mesmo tempo, o servidor pode se sobrecarregar devido à quantidade de acessos simultâneos.

Se as outras abas do seu navegador estiverem operando normalmente, essa é a hipótese mais provável. Tente retornar ao site num horário de menor movimento.

A memória está cheia

A memória RAM armazena dados temporariamente, enquanto estão em uso. Ou seja, quanto mais janelas vão sendo executadas, mais o sistema precisa trabalhar para carregar as páginas. A consequência comum é a lentidão, chegando ao limite do travamento total.

Esse é um dos casos que podem ser solucionados pelo próprio usuário. A medida mais simples é fechar algumas abas do browser. Abuse de recursos do tipo “salvar para ler depois”. Se não for possível, a saída é investir em um equipamento com maior capacidade da memória RAM.

O cache precisa de limpeza

O cache é um dispositivo que armazena informações para um posterior acesso off-line. Assim, na segunda vez que o indivíduo visita o mesmo site, o navegador consegue mostrar dados com maior agilidade.

No entanto, o que deveria ser um facilitador pode acabar prejudicando a experiência de navegação. Com o tempo o cache pode ficar com informações desatualizadas e, até mesmo, muito cheio, causando lentidão em máquinas de menor desempenho. A sugestão é realizar limpezas frequentes no cache através das opções de configurações do navegador.

Vale lembrar que nem todo programador de site provê o recurso de cache de arquivos ou mesmo de acesso ao banco de dados. Assim, a resposta do servidor no qual a página se encontra tende a ficar mais lenta – e, nessas situações, não há nada que o usuário possa fazer.

Há extensões e plug-ins demais

As extensões dos navegadores são bastante úteis. Programas antivírus e leitores de PDF tornam o dia a dia mais seguro e prático. Já os plug-ins, como Flash e Java, são utilizados para rodar vídeos e animações em websites, entre outras funções.

Mais uma vez, o problema está no excesso de componentes atuando de forma simultânea. Eles consomem recursos do equipamento e causam lentidão. A saída é desinstalar barras de ferramentas (toolbars) e desabilitar softwares que possam afetar o desempenho do navegador.

A lentidão está na rede

Se o cache está limpo, não há plug-ins instalados e você só utiliza um site de cada vez, a tendência é que a velocidade se mantenha estável. Caso a lentidão seja generalizada, bem, aí alguém pode estar roubando seu sinal de Wi-Fi.

Outra possibilidade é que sua conexão de internet seja muito instável ou limitada. Para resolver esse problema, você deve conhecer a Internet de Fibra Ótica da TCA. Planos ilimitados com alta velocidade e estabilidade, para você aproveitar o melhor da internet.

Este post foi útil para você? Deixe um comentário!